Educação

5 de fevereiro de 2019 23:06

Sinteal continua em defesa de servidores do PSS em audiência com Secretaria de Rio Largo

Sinteal continuará cobrando ao Executivo municipal continuação de contratos, com garantia dos direitos celetistas e das prorrogações previstas

↑ Foto: Divulgação

Sinteal e Núcleo Regional de Rio Largo têm audiência marcada com a secretária de Educação deste município, Profª Josicleide Moura, no próximo dia 8 de fevereiro (6ª feira), para continuar a luta em relação aos servidores e servidoras públicos municipais contratados pelo PSS – Processo Seletivo Simplificado, nos anos 2017 e 2018. Na audiência, serão cobradas as respostas quanto à pauta de reivindicações apresentada em audiência anterior com a gestora, no dia 23 de janeiro, e que envolve a apresentação do quantitativo de servidores da educação contratados via PSS, o número total de exonerados e a confirmação da continuidade dos contratos desses servidores, das áreas do magistério, administrativa e de apoio (vigias, merendeiras, serviços gerais, etc.), com a total garantia de seus direitos celetistas até o término contratual.

Ao tomar conhecimento, através de denúncias de servidores ameaçados, do processo de exonerações na Educação, o Sinteal, através do Núcleo Regional/Rio Largo, imediatamente se posicionou a favor dos trabalhadores, participou de manifestação à porta da sede da Prefeitura Municipal, no dia 18/1, e, nesse mesmo dia, manteve audiência com o procurador do município, Dr. Juarez da Rocha Acioli Netto, quando requisitou informações sobre as exonerações e solicitou a intervenção da Procuradoria para a garantia dos contratos de trabalho, dos direitos trabalhistas, defendendo a importância da permanência desses trabalhadores para evitar prejuízos à rede pública municipal de ensino.

O saldo da audiência com a secretária Josicleide Moura, realizada em janeiro, resultou na decisão da Secretaria Municipal de Educação (informada à presidenta do Sinteal, Consuelo Correia), de iniciar o ano letivo 2019, no próximo dia 18 de fevereiro, garantindo a continuidade dos contratos dos professores do PSS, de 2017 e 2018, sem, no entanto, confirmar também a garantia de contratos dos servidores de apoio e do administrativo. O Sinteal continuará cobrando ao Executivo municipal a continuação de todos os contratos, com a garantia dos direitos celetistas e das prorrogações previstas nos contratos.

De acordo com a presidenta do Núcleo do Sinteal em Rio Largo, professora Rosiéle Guimarães, “o Sinteal continuará fazendo a luta em defesa de todos os trabalhadores e as trabalhadoras, sejam eles concursados ou mesmo indicados por processos seletivos”. Segundo ela, na audiência com a secretária Rosicleide Moura, Sinteal e Núcleo Regional irão exigir a realização de concurso público, o mais rápido possível, para suprir as carências hoje existentes e organizar a rede.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH