Educação

20 de junho de 2018 08:35

Maragogi recebe ações do projeto nacional MPT na Escola

A partir de capacitação realizada nesta terça-feira, 19, com coordenadores pedagógicos do município, objetivo do MPT é incentivar atividades que conscientizem alunos, pais e comunidade escolar sobre o combate ao trabalho infantil

↑ Maragogi está entre os quatro municípios escolhidos para a implantação inicial das atividades. (Foto: Ascom MPT)

As ações do projeto nacional MPT na Escola – reconhecido por integrar alunos, professores e comunidade na prevenção e combate ao trabalho infantil no país – chegaram ao município de Maragogi nesta terça-feira, 19. Durante uma capacitação, a procuradora Virgínia Ferreira apresentou o projeto a coordenadoras pedagógicas de nove escolas públicas municipais.

Maragogi está entre os quatro municípios escolhidos para a implantação inicial das atividades – junto com Maceió, União dos Palmares e Murici – devido ao alto potencial turístico que, segundo Virgínia, infelizmente atrai crianças e adolescentes para o trabalho ilegal. Em todo o estado, segundo a procuradora, o alto índice de desemprego, a falta de qualificação profissional e a dependência da atividade sucroalcooleira são fatores que aumentam a gravidade do problema.

“Queremos conscientizar os alunos e seus pais de que a infância deve ser protegida, de que crianças têm direito à saúde, lazer, e que qualquer forma de trabalho infantil traz danos físicos, psicológicos, aumento da violência e outros prejuízos. O poder público tem a responsabilidade de garantir os direitos necessários às crianças e adolescentes, mas a alternativa que buscamos é inserir o tema nas escolas por meio da produção de atividades e projetos”, disse Virgínia.

O projeto – idealizado no estado do Ceará e premiado nacionalmente – tem o objetivo de oferecer aos educadores as orientações necessárias sobre como abordar o tema Trabalho Infantil em sala de aula, por meio de oficinas de capacitação, criação de planos de ação para suas escolas, no intuito de evitar a evasão dos estudantes e fortalecer o Sistema de Garantia de Direitos das Crianças e Adolescentes. A culminância do projeto acontece ao final de cada ano, quando o MPT na Escola premia os melhores trabalhos produzidos pelos alunos das instituições de ensino, dentre redações, peças teatrais, artes com pintura e outras modalidades.

Em Alagoas, as capacitações do MPT na Escola já foram realizadas no município de União dos Palmares, no mês de maio, com a participação de cerca de 50 professores. Na tarde de segunda-feira, 18, na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT), em Maceió, também receberam orientações do projeto representantes das escolas Lamenha Lins, Major Bonifácio Silveira, Nosso Lar e Audival Amélio da Silva.

Fonte: Assessoria MPT

Comentários

MAIS NO TH