Educação

11 de abril de 2017 18:12

Ufal sedia próximo Congresso da Associação Brasileira de Linguística

A disputa para organizar o congresso foi intensa durante evento realizado no Rio

Durante o 10° Congresso da Associação Brasileira de Linguística (Abralin), realizado na Universidade Federal Fluminense, em março deste ano, várias universidades apresentaram as candidaturas para sediar a próxima edição do evento, realizado a cada dois anos.

A candidatura da Ufal como sede foi defendida pelo professor Jair Silva, da Faculdade de Letras da Ufal. “Sediar o Congresso da Abralin é uma grande experiência para nossa equipe e também uma forma de fortalecer os nossos cursos de graduação e, sobretudo, o Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística”, ressalta o professor.

O Congresso da Abralin é uma oportunidade para os pesquisadores da área de divulgar e compartilhar estudos com linguistas do Brasil e de universidades estrangeiras. “Esse é um evento de grande porte e geralmente atrai um público de mais de duas mil pessoas”, destaca o professor.

A 11ª edição do Congresso será realizada em Maceió, em 2019. A data e o local ainda serão definidos pela comissão organizadora. Estão convidados todos os que fazem parte da comunidade acadêmica da área da Linguística, como docentes do ensino superior e da educação básica, doutorandos, mestrandos, graduandos de iniciação científica e demais interessados.

A Ufal já sediou o Abralin nos anos de 1995 e 1997. Também já recebeu, no ano passado, o 3° Seminário de Estudos em Práticas de Linguagem e Espaço Virtual (Seplev), o Abralin em Cena Libras, e outros grandes eventos da área.

A comissão organizadora ficou composta pelos professores Miguel Oliveira Jr, presidente; Jair Barbosa da Silva, vice-presidente;  Helson Flavio da Silva Sobrinho, secretário; Eliane Barbosa da Silva, vice-secretária; Luciana Lucente, tesoureira; Fábia Pereira da Silva, vice-tesoureira. “Estamos seguros de que a nossa gestão dará uma continuidade sólida às ações da Abralin, promovendo, desenvolvendo e divulgando a pesquisa em Linguística no Brasil”, ressaltam os professores.

Fonte: Ascom / Ufal

Comentários

MAIS NO TH