Economia

20 de novembro de 2020 18:23

Aena Brasil anuncia primeiras obras de requalificação em seis aeroportos

Empresa administra o Aeroporto Zumbi dos Palmares, além dos terminais de Recife (PE), Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB) e Aracaju (SE)

↑ Secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco entrega o selo Turismo Seguro a Santiago Yus (Foto: Assessoria)

Um pacote de melhorias nos seis aeroportos administrados pela Aena Brasil foi divulgado pelo diretor-presidente da operadora no País, Santiago Yus. Para assegurar o alto padrão dos serviços prestados pela operadora, o diretor-presidente anunciou que a requalificação dos terminais começa em janeiro do próximo ano. As obras devem contemplar banheiros, sistemas de climatização, acessibilidade e sinalização. Ao todo serão três blocos de investimentos, sendo o segundo, na área de operações, previsto para ser entregue até junho de 2023.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira (19), durante evento de entrega do Selo Turismo Seguro, uma iniciativa do Governo de Pernambuco, reconhecendo a atuação do Aeroporto Internacional do Recife Guararapes/Gilberto Freyre na retomada segura das atividades turísticas no Estado.

As melhorias reafirmam o compromisso da Aena Brasil com todos os passageiros que usam seus terminais como ponto de embarque e desembarque. Cuidado este que, especialmente durante a pandemia, têm se mantido. Na capital pernambucana, por exemplo, a certificação com o Selo Turismo Seguro chega como reconhecimento ao comprometimento da empresa com o combate à disseminação do novo coronavírus e o alto nível de rigorosidade ao adotar os protocolos sanitários indicados.

“Nossa preocupação principal é cuidar e restabelecer a confiança dos passageiros. Além das coisas materiais, dos protocolos seguidos, o mais importante é fazer tudo com carinho. Precisamos parabenizar toda a comunidade aeroportuária, as empresas de serviços, as linhas aéreas, a manutenção, a limpeza, a segurança. Este selo é fruto do trabalho deles”, destacou o diretor-presidente da Aena Brasil.

Desde março, a Aena Brasil segue sistematicamente as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), bem como as orientações a nível estadual e municipal em seus seis aeroportos. Para proteger passageiros e toda a comunidade aeroportuária, foram adotadas uma série de protocolos, como determinação do uso de máscaras, disponibilização de álcool em gel ao longo dos terminais, adoção de sinalização informativa e higienização constante dos espaços e objetos de uso comum. Medidas essenciais para tornar as viagens ainda mais seguras, reforçando a confiança dos viajantes na retomada das atividades turísticas nos Estados em que está presente.

Sobre a Aena Brasil

Aena Brasil é a marca registrada da companhia espanhola Aena, considerada pelo Conselho Internacional de Aeroportos como a maior operadora aeroportuária do mundo em número de passageiros, com mais de 275,2 milhões em 2019 na Espanha. Desde começo de 2020, administra a concessão de seis aeroportos da região Nordeste: Recife (PE), Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Aracaju (SE) e Maceió (AL). Em 2019, os seis aeroportos somaram 13,7 milhões de passageiros. Na Espanha, opera 46 aeroportos e 2 heliportos. É acionista controlador, com 51%, do aeroporto de Londres-Luton no Reino Unido, além de gerenciar aeroportos no México (12), Colômbia (2) e Jamaica (2), que totalizaram um volume de passageiros de 78,2 milhões em 2019. Além disso, presta serviços de consultoria para clientes estratégicos como a Companhia de Aeroportos de Cuba – ECASA.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH