Economia

23 de setembro de 2020 18:57

Ibovespa segue NY e fecha abaixo de 96 mil pontos pela 1ª vez em quase 3 meses

Volume financeiro somou 25,1 bilhões de reais

↑ Foto: Reprodução

O Ibovespa fechou em queda nesta quarta-feira, perdendo o patamar dos 96 mil pontos, enfraquecido pelas perdas nos pregões norte-americanos, após dados corroborando perspectivas de uma recuperação difícil da maior economia do mundo.

Na contramão, Localiza disparou 14%, renovando máxima histórica, após anunciar fusão com a Unidas, cujos papéis saltaram mais de 17%.

Índice de referência da bolsa brasileiro, o Ibovespa caiu 1,6%, a 95.734,82 pontos, piso de fechamento desde 30 de junho. O volume financeiro somou 25,1 bilhões de reais.

Em Wall Street, o S&P 500 recuou 2,37%, após dados mostrando que a atividade empresarial nos EUA desacelerou em setembro, afetada principalmente por serviços, enquanto continua o impasse no Congresso norte-americano para mais estímulos.

O Goldman Sachs chamou a atenção para a incapacidade do Congresso de chegar a um acordo sobre novas medidas fiscais de estímulo e acrescentou que, na ausência delas, um novo ânimo na economia dos EUA dependerá de uma vacina contra o Covid-19.

Para a analista de ações Cristiane Fensterseifer, da casa de análise Spiti, a bolsa também refletiu temores com a aceleração de casos de coronavírus na Europa e as eleições nos EUA.

No Brasil, ela citou o déficit fiscal elevado, os problemas para andamento nas reformas, além de prévia da inflação mostrando alta acima do esperado em setembro.

Fonte: Reuters

Comentários

MAIS NO TH