Economia

13 de agosto de 2020 15:21

Após quatro meses de queda, serviços crescem 1,8% em Alagoas

Pesquisa foi divulgada pelo pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística nesta quinta (13)

↑ Na comparação com o mesmo mês do ano passado - junho de 2019-, o recuo do setor foi de 33,1% em Alagoas (Foto: Tania Rego/Agência IBGE)

O setor de serviços em Alagoas cresceu 1,8% em junho frente ao mês anterior. É o que revela a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta quinta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Essa é primeira alta após quatro taxas negativas consecutivas do setor, que experimentou queda em Alagoas nos meses de fevereiro (-0,5%), março (-6,7%), abril (-27,4%) e maio (-3%).

Retração é de 33,1% na comparação com junho de 2019

Na comparação com o mesmo mês do ano passado – junho de 2019-, o recuo do setor foi de 33,1% em Alagoas. Já no acumulado do primeiro semestre, frente a igual período do ano anterior, a queda no volume de serviços foi de 17,8%.

Divulgada todos os meses, a PMS abrange cinco grupamentos de atividades da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE 2.0): serviços prestados às famílias (como alojamento e alimentação), serviços de informação e comunicação, serviços profissionais, administrativos e complementares, transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio e outros serviços.

São Paulo avança 5,1% em junho frente a maio

O avanço no setor de serviços também foi sentido por 21 das 27 unidades da federação. São Paulo registrou um crescimento de 5,1%, após ter recuado 19,5% entre fevereiro e maio. Rio de Janeiro (3,6%), de Minas Gerais (4,7%), do Rio Grande do Sul (6,6%) e do Distrito Federal (6,6%) também acompanharam o movimento de crescimento. Mato Grosso (-3,2%), Paraná (-1,0%) e Espírito Santo (-3,2%) registraram os principais impactos negativos entre as unidades da federação.

Fonte: Agência IBGE

Comentários

MAIS NO TH