Economia

30 de junho de 2020 08:27

Com Bolsonaro, Taurus registra alta de 111% em vendas, com fuzis e pistolas 9 mm

No total, foram 52,1 mil armas comercializadas pela fabricante nos três primeiros meses do ano

↑ Jair Bolsonaro com o fuzil T4, da Taurus (Fotas: Reprodução)

Com medidas de Jair Bolsonaro, que implanta uma política armamentista no Brasil, a Taurus, principal fabricante de armas do país, registrou um aumento de 111% nas vendas no primeiro trimestre de 2020 – ante ao mesmo período de 2019.

Segundo informações da coluna Painel, da Folha de S.Paulo nesta terça-feira (30), foram 52,1 mil armas comercializadas pela fabricante nos três primeiros meses do ano.

Em comunicado, a empresa informou que a maior procura foi por “calibres até então restritos, como pistolas 9 mm e fuzis, que incorporam maior valor agregado”.

A liberação dessas armas fez com que a companhia faturasse R$ 56 milhões só no Brasil, alta de quase 50% em relação ao mesmo intervalo do ano passado. Ainda assim, a Taurus registrou um prejuízo de R$ 157,1 milhões.

 

Fonte: Revista Fórum

Comentários

MAIS NO TH