Economia

3 de junho de 2020 10:52

Operadores de mergulho lançam protocolo para retomada das atividades

Associação dos Operadores de Mergulho da APA Costa dos Corais, reúne mais de 300 profissionais que atuam em várias áreas de barreiras de corais da região

Parados desde o dia 20 de março, quando teve início o primeiro decreto estadual, aliado a proibição das atividades pelo ICMBio, os operadores de mergulho do Litoral Norte, reunidos através da Associação dos Operadores de Mergulho da APA Costa dos Corais, organização que reúne mais de 300 profissionais que atuam em várias áreas de barreiras de corais da região, notadamente em Maragogi, lançaram um protocolo internacional para uma possível retomada das operações no pós-pandemia do novo coronavírus.

Mesmo sem uma data definida, e com a situação social e econômica cada vez mais grave entre a maioria dos profissionais, que dependiam exclusivamente da atividade para sustentar suas famílias, a Associação afirma querer estar preparada quando tudo voltar ao normal. Então, segundo Paulo Flórido Filho, presidente da AOMAPACC, as medidas inseridas no protocolo são reconhecidas internacionalmente pelo principal setor de mergulho no mundo inteiro, o Scuba.

O protocolo, recheado de medidas de segurança, foi elaborado pela Comunidade Médica do Mergulho DAN, em parceria com a WRSTC, que é uma espécie de associação internacional, seguindo as regras  da ANVISA, mas projeta uma série de recomendações que deverão ser adotadas exclusivamente nas operações de mergulhos turísticos na região da Costa dos Corais, trecho do parque marinho federal que começa na praia de Ipioca, em Maceió e se estende até Rio Formoso, em Pernambuco.

Para o presidente da Associação, as principais mudanças estão no uso de uma única vez do regulador por pessoa; regulador é o equipamento que libera ar direto ao mergulhador e que vai diretamente na boca; o uso de máscaras também só será usado uma única vez; os instrutores deverão manter distância de 1,5 metros entre eles e os turistas nas instruções do mergulho e nas embarcações, além do distanciamento, os equipamentos estarão embalados até o momento do uso.

 

Fonte: Tribuna Hoje l Texto: Claudio Bulgarelli – Sucursal Região Norte

Comentários

MAIS NO TH