Economia

3 de julho de 2019 10:54

BNB lança programa para incrementar bovinocultura de leite em Alagoas

Regiões do Baixo São Francisco e Médio Sertão Alagoano serão contemplados com ações do Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter), com previsão de aumentar a produtividade e reduzir custos de produção do leite.

Na quinta-feira, 4, a partir das 8h, o Banco do Nordeste lança o Plano de Ação Territorial da Bovinocultura de Leite do Médio Sertão Alagoano, no auditório do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), em Santana do Ipanema. As atividades que serão anunciadas foram propostas  por entidades parceiras e grupo de produtores rurais do município sede do evento, além de Maravilha e Poço das Trincheiras. No último dia 27, houve o lançamento do Plano para o Baixo São Francisco, focado no mesmo setor produtivo, envolvendo as cidades de Penedo, Igreja Nova, Piaçabuçu e São Sebastião. As ações visam aumentar a produtividade leiteira e reduzir custos de produção.

 “Todo esse trabalho, que acontece de forma participativa, a partir da mobilização de atores locais, instituições parceiras e produtores, faz parte do Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter),  uma estratégia do Banco do Nordeste para promover a organização, fortalecimento e elevação da competitividade das cadeias produtivas da Região”, enfatiza o gerente executivo da Superintendência Estadual do BNB em Alagoas, Manoel Roberto Muniz.

 No Médio Sertão Alagoano, o objetivo é aumentar em 15% a produtividade leiteira do grupo de produtores dos municípios contemplados, em três anos. Já no Baixo São Francisco, a expectativa é baixar o custo de produção do leite em 20% no mesmo período de tempo.

 Muniz ressalta que estão previstas diversas ações, entre as quais, ampliação do crédito aos produtores, de forma qualificada e estruturada, melhorias no manejo sanitário e na alimentação dos rebanhos, diversificação dos canais de comercialização da produção, incentivo ao associativismo e cooperativismo, meios de baixar o custo dos insumos, aumentar a produção anual de leite, por vaca e por hectare, entre outras.  

Parceiros

Nos dois territórios, o Comitê Gestor conta com o Banco do Nordeste, Emater, secretarias de Agricultura dos municípios envolvidos e produtores rurais. Para o Médio Sertão Alagoano, participam ainda: Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (Cpla), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Santana do Ipanema, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Maravilha e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santana do Ipanema.

Já na região do Baixo São Francisco, também compõem o Comitê Gestor: Sebrae, Coomarituba, Penedo Consultoria Agrícola, Associações de Produtores Rurais dos municípios contemplados e técnicos agrícolas.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH