Economia

13 de abril de 2019 17:49

Presidente do BCE se diz preocupado com independência do Fed

Nomeação pelo presidente dos EUA de dois candidatos polêmicos para conselho do Fed e persistentes demandas por cortes nos juros têm aumentado nível de interferência do governo

↑ Foto: Reprodução

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, expressou preocupação neste sábado com a independência do Federal Reserve (Fed), banco central dos Estados Unidos, alertando que uma perda de autonomia poderá prejudicar a credibilidade das políticas da instituição.

A nomeação pelo presidente dos EUA, Donald Trump, de dois candidatos polêmicos para o conselho do Fed e as persistentes demandas por cortes nos juros têm aumentado o nível de interferência do governo, desafiando um dos principais dogmas na gestão moderna de bancos centrais.

“Estou certamente preocupado com a independência do banco central em outros países, especialmente… na mais importante jurisdição no mundo”, disse Draghi em referência aos EUA.

“Se o banco central não é independente, então as pessoas começam a pensar que as decisões de política monetária seguem aconselhamentos políticos em vez de avaliações objetivas sobre o cenário econômico”, disse ele em uma entrevista coletiva.

Fonte: Reuters

Comentários

MAIS NO TH