Economia

17 de agosto de 2018 15:00

Oferta de emprego atrai cinco mil pessoas em Maceió

Segundo organizadores da feira realizada em Maceió, maioria dos candidatos foi em busca da primeira oportunidade de trabalho

↑ Cerca de 2.700 candidatos formalizaram inscrição nas 300 vagas ofertadas pela Feira da Empregabilidade, realizada no bairro do Farol (Foto: Edilson Omena)

A Feira de Empregabilidade 2018 reuniu cinco mil pessoas em busca de uma vaga no mercado de trabalho. É o que aponta a organização do evento ocorrido durante todo o dia de ontem (16). O grande número de candidatos, que impressionou até a própria coordenação da feira, impossibilitou que todos fossem atendidos. Cerca de 2.700 formalizaram a inscrição nas 300 vagas ofertadas.

A coordenadora pedagógica da empresa responsável pelo evento, Viviane Medeiros, afirmou que o número de candidatos chamou a atenção.

“Como a gente anunciou nas mídias o número de vagas a gente imaginava que viriam em torno de mil pessoas. Então, hoje teve em torno de cinco mil pessoas, mas só conseguimos atender 2.700. Como é um evento anual, a direção está pensando em fazer uma segunda feira ainda este ano, de uma forma mais dinâmica”, explica.

O perfil dos candidatos, de acordo com a coordenadora, é de jovens em busca do primeiro emprego. “Percebemos que são muitas pessoas em busca do primeiro emprego, muita gente sem qualificação e sem saber o que quer. Sabe aquela história de quero o salário, mas não o emprego? Então, muita gente chegou sem a noção do que realmente gostaria de trabalhar. A gente orienta para que as pessoas saibam a área que desejam atuar, porque muitos vieram sem saber nem as empresas que iriam procurar”, detalha.

O evento serviu para orientar os candidatos e recolher currículos para as empresas parceiras. Segundo Viviane, entidades como Sine Municipal, Ciee e IEL atuaram na feira.

“Nós estamos em 50 cidades e uma das nossas missões é promover a autonomia no local que estamos instalados. Estamos em Maceió desde outubro de 2017 e esta é nossa primeira feira. O objetivo é ofertar vagas de trabalho por meio de parcerias. A gente fez parceria com diferentes órgãos e empresas. Hoje nós tínhamos disponíveis 300 vagas, mas não fizemos processo seletivo, devido ao tempo. Hoje as empresas tiveram acesso ao candidato por meio de uma conversa prévia e pegando o currículo”.

OPORTUNIDADE

Em busca do primeiro emprego, Mayara Paes, de 19 anos, entregou vários currículos para as vagas ofertadas. A jovem conta que sem experiência, há dificuldades para conseguir uma oportunidade.

“Nunca trabalhei. Minha expectativa era uma, cheguei aqui e foi outra. Eles pediram muitos cursos e capacitações e eu não tenho, só tenho um. Pensei que pediriam menos coisas. Pelo que vi vou ter que buscar fazer mais cursos para conseguir. Já coloquei currículos em outros lugares, mas a dificuldade é grande”, afirma.

A jovem Ingrid Aymée, de 17 anos, esteve na feira também em busca da primeira colocação. O objetivo, segundo ela, é trabalhar com vendas. “Cheguei às 14h, consegui ser atendida, entreguei o currículo, mas não fiquei com muita expectativa. Já tentei outras vezes, mas nunca chamam”, diz.

Na avaliação da psicóloga e recrutadora Tharsys Omena a alta procura por vagas serve como preparação para o candidato que nunca teve experiência no mercado de trabalho.

“Eu presto serviço para algumas empresas e ofertei vagas exclusivas para o evento. Foram cerca de 20 vagas e recebi 1.500 currículos. Para mim é algo positivo, porque mostra para esse candidato que não tem experiência como deve se comportar. As pessoas estavam bem mescladas e saio daqui super feliz com a quantidade de currículos. Consegui atingir meu objetivo.”

Fonte: Tribuna Independente / Texto: Evellyn Pimentel

Comentários

MAIS NO TH