Economia

21 de dezembro de 2017 15:30

Pelo sexto mês consecutivo, Índice de Confiança da Construção é positivo

Presidente do Sinduscon de Alagoas acredita que mudança econômica vem pontuando para o índice

↑ Construção civil (Foto: Ilustração)

A confiança no setor da construção subiu pelo sexto mês consecutivo e, de acordo com a pesquisa da Fundação Getulio Vargas, esse panorama pode apontar para um início de retomada do setor. Impulsionado pela melhora mais intensa, o Índice de Confiança da Construção (ICST) aumentou 1,1 ponto em novembro, alcançando 79,1 pontos, considerando-se dados ajustados sazonalmente.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção do Estado de Alagoas (Sinduscon-AL), Alfredo Brêda, acredita que o brasil vem se recuperando economicamente desde o mês de junho o devido a mudanças econômica no governo. “O mercado está voltando a se aquecer novamente, por isso o empresariado em geral, não só o setor da construção vem percebendo essa melhora.  Com alterações que ocorreram na equipe econômica – baixa de juros, diminuição da inflação, o equilíbrio das contas públicas e o aumento do PIB brasileiro – vemos esse aumento de confiança no setor da construção”, apontou.

O avanço do Índice de Confiança da Construção em novembro ocorreu, exclusivamente, pela melhoria das empresas. Já o Índice da Situação Atual (ISA-CST) variou para 3,0 pontos, ficando com 69,2 pontos – esta é a maior variação desde maio de 2014.

Para Ana Castelo, coordenadora de Projetos da Construção da FGV IBRE, o “Índice de Situação Atual ainda se encontra distante de sua média histórica, mas estes resultados representam uma sinalização importante de melhora da atividade da construção nos últimos meses do ano, o que, por sua vez, traz perspectivas mais positivas para o setor em 2018”, avaliou a coordenadora.

Alfredo Brêda, estima que em 2018 o setor da construção venha conseguir a retomada do PIB (Produto Interno Bruto) para o setor. “Com o PIB do país e o da construção positivos, faz com que nós [empresários] voltemos a confiar que as coisas vão melhorar, assim, poderemos investir em novos negócios”, pontuou.

Com a alta do ISA-CST em novembro, decorreu da melhora do cenário atual dos três grandes segmentos: em Edificações, que subiu 3,0 pontos; Obras de Infraestrutura, 2,8 pontos; e Serviços Especializados, 1,5 ponto. Em apenas três meses, o ISA do segmento de Edificações subiu 6,8 pontos. Na comparação anual, este segmento também é o que apresenta melhor resultado.

A coordenadora de Projetos da Construção da FGV IBRE, acredita que esse crescimento “há uma grande expectativa de retomada dos investimentos em infraestrutura, fortalecida pelos leilões realizados ao longo do ano. O segmento de edificações tem uma capacidade de impactar mais rapidamente”, observou.

Fonte: Assessoria do Sindicato da Indústria da Construção do Estado de Alagoas

Comentários

MAIS NO TH