Economia

18 de julho de 2017 18:56

Procon Maceió fiscaliza variação de preços de medicamentos

Procon ressalta que não se responsabiliza por reajustes que possam surgir após pesquisa

O Procon Maceió realizou pesquisa de preços em farmácias da capital. A análise foi feita entre os dias 7 e 14 julho e fez um comparativo entre medicamentos e produtos para tratamento de diabetes, hipertensão e coração.

A pesquisa levou em consideração dados da Sociedade Brasileira de Diabetes, que apontam que 10% da população brasileira são portadoras dessa doença crônica. Quando não tratada adequadamente, há a propensão de desenvolver outras doenças, como hipertensão, problemas cardíacos, infartos e AVC. “Durante a pesquisa, percebemos que a maioria da população desconhece a existência de medicamentos que tratam essas doenças e que podem ser adquiridos gratuitamente, mediante um cadastro prévio, no Programa Farmácia Popular, do Governo Federal. Depois de uma análise no cadastro, o cidadão pode apresentar o receituário médico numa das farmácias conveniadas e retirar os remédios”, disse o diretor do Procon Maceió, Leandro Almeida.

Na fiscalização, foi verificado que o preço do medicamento para hipertensão Captopril 25mg, em determinada farmácia, variou entre R$ 7,79 (PRATI) a R$ 18,72 (Medley). O mesmo remédio pode ser encontrado gratuitamente nas unidades conveniadas ao programa federal. O Procon Maceió ressalta que não se responsabiliza por possíveis reajustes que possam surgir após a publicação da pesquisa.

Confira a pesquisa do mês de julho aqui.

Comentários

MAIS NO TH