Economia

15 de março de 2017 15:59

União Europeia aprova compra da Time Warner pela AT&T

Fusão criará um grupo de mídia e tecnologia com controle sobre um vasto número de empresas de comunicação e de entretenimento

A União Europeia aprovou a compra da Time Warner pela AT&T nesta quarta-feira (15). O valor da transação divulgado no ano passado era de US$ 84,5 bilhões. O acordo de aquisição também previa que a AT&T absorveria a dívida do grupo, o que elevaria o valor do negócio para US$ 108,7 bilhões.

A fusão criará um grupo de mídia e tecnologia com controle sobre um vasto número de empresas de comunicação e de entretenimento, assim como os recursos para sua difusão. A AT&T estima uma sinergia de US$ 1 bilhão em três anos com a união dos negócios.

A Time Warner é dona de canais de televisão como HBO e CNN e dos estúdios Warner Bros. Já a AT&T é uma operadora de telefonia, provedora de TV a cabo e internet móvel e fixa, avaliada em US$ 230,6 bilhões.

A aquisição teve de ser analisada pelas autoridades reguladoras, já que a nova entidade terá um peso de mais de US$ 300 bilhões na Bolsa, com atividades tanto na área de telefonia quanto de mídia, televisão por assinatura e internet.

Uma das operações mais “transformadoras” para a operadora de telecomunicações foi a compra, por quase US$ 50 bilhões (sem a dívida) da DirecTV, concluída em 2015, que fez do grupo um dos principais personagens do mercado americano da televisão paga.

Com a Time Warner, proprietária dos estúdios Warner Bros e dos canais HBO e CNN, a AT&T controlará um importante catálogo de conteúdo em áreas como o esporte, o cinema (“Esquadrão Suicida”, “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, entre outros) e séries de TV (“Games of Thrones”, “The Wire”, “Sex in the City” “The Sopranos”).

Na mira de aquisições

Há três anos, a Time Warner rejeitou uma oferta de mais de US$ 75 bilhões da 21st Century Fox, sua rival controlada pela família Murdoch, por considerar o preço insuficiente. A Time Warner já passou por uma tentativa, sem sucesso, de fusão com o grupo de internet AOL, em 2000.

O interesse da AT&T pela Time Warner demonstra “o valor dos meios de comunicação para diversos distribuidores”, destaca a RBC Capital Markets.

A Time Warner representa uma fatia muito atrativa do mercado, com o elevado valor dos conteúdos que possui e também pela estrutura relativamente simples de seu capital, por ter apenas um tipo de ação.

Em outros grandes grupos, um acionista majoritário controla a empresa, como a família Murdoch na 21st Century Fox e os Redstone na Viacom e CBS.

Fonte: G1

Comentários

MAIS NO TH