Economia

20 de dezembro de 2016 15:58

BNB contrata R$ 64 milhões com MPEs alagoanas em 2016

Desempenho se mantém no mesmo patamar de 2015 e a expectativa é encerrar o ano com crescimento

As aplicações do Banco do Nordeste com micro e pequenas empresas alagoanas em 2016 registram R$ 64 milhões até o dia 16 de dezembro. Os recursos são do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Apesar do contexto de crise, o desempenho se mantém no mesmo patamar de 2015 e a expectativa é encerrar o ano com crescimento.

O superintendente estadual do BNB em Alagoas, Antônio César de Santana, está otimista quanto à retomada da economia e revela que, além desse valor, estão em tramitação propostas de novos negócios com MPEs da ordem dos R$ 12 milhões. “Nossa expectativa é finalizar 2016 ultrapassando o total contratado com o segmento no ano passado, R$ 67 milhões”, confia.

Distribuição

A maior demanda por crédito aconteceu entre micro e pequenas empresas atendidas pelas agências do BNB na capital (Maceió Centro, Farol, Jatiúca e Antares), que somam R$ 22,7 milhões em aplicações. Em segundo lugar, aparecem as MPEs da região de Arapiraca, totalizando cerca de R$ 9,7 milhões, seguidas pelas de Batalha e municípios vizinhos, que contrataram mais de R$ 4 milhões.

Outras unidades do Banco no interior do estado registram volume de aplicações acima do esperado. A região atendida por Maragogi contratou R$ 3,12 milhões; São Miguel dos Campos aplicou R$ 3,10 milhões; e Rio Largo R$ 2,27 milhões no período.

Vantagens

O superintendente Antônio César ressalta que o Banco do Nordeste vem aprimorando sua política de financiamento voltada às micro e pequenas empresas,  o que tem permitido maior acesso aos recursos destinados ao segmento.

“Implementamos ações vantajosas às MPEs, como dispensa de projetos para pequenas empresas; limite de financiamento do capital de giro associado para pequenas empresas que pode chegar a 100% do valor do investimento;  financiamento da compra do próprio imóvel comercial para as MPEs; além do lançamento de importantes produtos como o Cartão BNB, que é um crédito rotativo pré-aprovado do FNE, com possibilidade de parcelamento das compras em até 72 meses e livre de anuidade; o FNE Sol, programa voltado ao financiamento de projetos de micro e minigeração distribuída de energia elétrica, entre outros”, destaca.

Para 2017, o Banco destinará cerca de R$ 90 milhões do FNE para as MPES alagoanas. “Havendo a demanda e bons projetos, que se enquadrem na política de crédito operacionalizada pelo Banco, podemos até aumentar esse valor”, enfatiza o superintendente.

Fonte: Imprensa / BNB

Comentários

MAIS NO TH