Economia

12 de dezembro de 2016 15:21

Maceioense busca apoio do Estado para fortalecer pequeno negócio

Microempreendedor diz que com incentivo conseguirá se manter no mercado

Sobreviver à crise econômica é hoje o maior desafio para quem é micro, médio e, até mesmo, grande empreendedor no Brasil. O cenário, que também acomete Alagoas, mas com menos intensidade graças às políticas implementadas pelo Governo do Estado, apresenta um alento graças à atuação da Agência de Fomento de Alagoas (Desenvolve) que tem apresentado alternativas de tomada de crédito desburocratizado.

Na manhã de hoje (12), por exemplo, a empresa Marka Comércio e Representações Ltda recebeu a visita de um dos integrantes da equipe de crédito da Desenvolve para orientá-lo sobre o tamanho ideal do recurso e a destinação para dar um novo fôlego à empresa que, apesar de ter sido aberta no ano passado, também busca alternativas de sobrevivência à crise.

O microempresário Welber Felix de Oliveira, trabalhava como vendedor em lojas de tecidos e, por isso mesmo, possui um grande conhecimento na área têxtil. Segundo ele, isso o habilitou a realizar seu sonho de possuir sua própria fábrica de tecido.

“Minha pequena fábrica está dando passos em direção ao sucesso, pois temos previsão de crescimento. Mas temos também receio da crise nos afetar a ponto de precisarmos fechar”, depôs Oliveira que buscou a Desenvolve após receber recomendações de amigos que também tomaram crédito na agência e conseguiram pagar sem atropelos.

De acordo com Dackson Souza, analista de crédito da Desenvolve, para 2017 ele pretende captar recursos financeiros para capital de giro, comprar mais tecidos que serão utilizados na confecção em atacado de roupas e acessórios para uniformes em geral e específicos de segurança no trabalho.

“Após a avaliação de sua proposta de financiamento, identificamos que a linha que melhor se adapta às necessidades deste cliente é a Crédito Competitivo com uma proposta de liberação de R$ 50 mil”, mencionou Dackson. O próximo passo é submeter a proposta ao comitê de crédito da agência.

Rafael Brito, presidente da Desenvolve, argumentou que incentivar o setor privado da capital também é importante para manter o mercado econômico vivo e gerando renda e emprego.

Fonte: Ascom / Desenvolve

Comentários

MAIS NO TH