Economia

12 de dezembro de 2016 16:43

Bovespa recua com força em meio a preocupações por cena política

Na semana passada, bolsa acumulou ganho de 0,3%. No ano, a valorização é de 39,5%

O principal índice da Bovespa opera em forte baixa nesta segunda-feira (12), pressionado pelo cenário político conturbado após vazamento da delação de um ex-diretor da Odebrecht citando o presidente Michel Temer e políticos próximos a ele.

Às 16h37, o principal índice de ações da bolsa recuava 2,26%, aos 59.132 pontos.

Entre os destaques de queda estavam os papéis do Itaú Unibanco e do Bradesco, com forte peso na composição do índice, com recuo de mais de 3%.

Gerdau liderava as baixas, com queda de mais de 8%.

A preferencial da Vale caía quase 2%. Já os papéis da Petrobras avançavam 0,64%, em meio aos ganhos nos preços do petróleo após a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e alguns de seus rivais chegarem ao seu primeiro acordo desde 2001 para reduzir conjuntamente a produção, tentando combater o excesso de oferta global e aumentar os preços.

Cenário político

O vazamento da delação acontece às vésperas da crucial votação em segundo turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos e quando se iniciam as discussões em torno da proposta de reforma da Previdência.

“A fragilidade do governo com a Lava Jato expõe os investidores e consumidores ao risco político e pior: postergação da recuperação econômica”, escreveram analistas da corretora Lerosa Investimentos em nota a clientes, informa a Reuters.

A delação premiada do ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Claudio Melo Filho citou dezenas de políticos, incluindo Temer; o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha; o secretário do Programa de Parcerias de Investimento, Moreira Franco; o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE); o presidente da Casa, Renan Calheiros (AL); e o líder do governo no Congresso, Romero Jucá (RR); além de políticos de outros partidos, como o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Último pregão

Na sexta-feira (19), a Bovespa fechou em leve queda de 0,29%, aos 60.500 pontos. Na semana, a bolsa acumulou ganho de 0,3%. No ano, a valorização é de 39,5%.

Fonte: G1

Comentários

MAIS NO TH