Economia

17 de novembro de 2016 17:11

Constituição de empresas em Alagoas cresce 33% no mês de outubro

Também comparando a setembro, extinção de negócios apresentou aumento

A constituição de novos negócios em Alagoas apresentou crescimento de 33%, quando comparados os meses de outubro e setembro. No último mês, foram abertas 1.582 empresas, contrastando com o número de 1.212 negócios constituídos em setembro, o menor número do ano.

O crescimento se deve, sobretudo, pelo aumento da constituição de Microempreendedor Individual (MEI), que evoluiu 34%. Em outubro, foram registrados 1.177 do tipo empresarial, que é caracterizado como pequeno empresário com faturamento máximo de R$ 60 mil por ano e sem participação em outra empresa como sócio ou titular.

Em relação ao porte empresarial, outubro foi marcado pela constituição de 283 microempresas (ME) – com renda bruta anual inferior ou igual a R$ 360 mil -, 81 empresas de pequeno porte (EPP) – com renda bruta anual superior a R$ 360 mil e inferior a R$ 3,6 milhões – e 41 empresas consideradas sem porte – com renda bruta anual superior a R$ 3,6 milhões. O número anotado entre as EPPs foi o melhor do ano.

Entre os municípios, Maceió foi a cidade com maior número de aberturas, 773 ao total; seguida por Arapiraca, com 141, e Rio Largo, com 42. Observando-se os dez municípios com mais constituições, Pilar aparece como a nona cidade no mês, devido ao melhor número registrado pela cidade no ano, com 20 empresas inscritas.

Assim como nos meses anteriores, o comércio segue como seção de atividade como maior quantitativo, com 738 empresas constituídas que apresentam a atividade como sendo sua principal. As seções indústria de transformação, alojamento e alimentação, e outras atividades de serviço foram os setores que também ultrapassaram a marca de 100 aberturas.

Extinção de empresas

Em outubro, foram registradas as extinções de 706 negócios. O número evoluiu em relação ao anotado em setembro, referente a 529 empresas, menor marca do ano.

Quanto ao porte empresarial, o quantitativo registrado em outubro pode ser dividido em 151 MEs, 22 EPPs e 48 empresas consideradas sem porte. O restante, equivalente a 485, refere-se aos MEIs, representando 69% do número total.

Maceió foi a cidade com maior número de fechamentos, com 310 registros; enquanto o comércio apresentou o maior quantitativo entre as seções de atividades, com 374 registros.

Os números são divulgados pela Junta Comercial do Estado de Alagoas, órgão responsável pelo registro de empresas no estado e entidade administradora da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) em Alagoas.

Fonte: Ascom / Juceal

Comentários

MAIS NO TH