Esporte

17 de julho de 2018 15:51

Seleção ‘lanterninha’ da Copa, Panamá anuncia saída de treinador

Hernán Gómez escreveu uma carta destinada a todos os torcedores do país

↑ Hernan Gómez dirigiu o Panamá em seu primeiro Mundial (Foto: Filippo Monteforte / AFP)

Hernán Gómez não é mais técnico da seleção panamenha de futebol, última colocada na classificação geral da Copa da Rússia. Nesta terça-feira, o treinador escreveu uma carta destinada a todos os torcedores do país informando o fim de seu ciclo à frente da equipe e agradecendo profundamente pela oportunidade de levar a equipe à sua primeira Copa do Mundo.

Gómez assumiu o Panamá em fevereiro de 2014. Fora do Mundial realizado no Brasil, o país focou no ciclo seguinte e surpreendentemente acabou se classificado à Copa do Mundo de 2018, na Rússia, deixando gigantes das Eliminatórias que disputa de fora da maior competição de futebol do planeta, como os EUA.

“Rússia 2018 foi o início. Cumpri minha promessa de levar o Panamá ao seu primeiro Mundial de futebol e isso ficará no meu coração e no coração de todos os panamenhos, porque esse time jovem, jovem na vida futebolística, começará agora sua história, uma história em que eu dei o primeiro empurrão”, escreveu o agora ex-treinador da seleção panamenha.

Na Copa do Mundo, o Panamá acabou caindo no Grupo G, que também contava com Inglaterra, Bélgica e Tunísia. Na estreia, a seleção centro-americana foi derrotada pelos pelos belgas por 3 a 0. Depois, foi goleada pelos ingleses por 6 a 1. Já na última rodada teve de lidar com mais um revés, desta vez para os tunisianos, por 2 a 1, mas ao menos conseguiu marcar seu primeiro gol em Mundiais.

“Sinto que esse é o começo de uma nova era futebolística no país, com a formação de gerações desde a semente, através de programas sérios que despertem o amor e a paixão que deve crescer neste solo”, prosseguiu Hernán Gómez.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários