Esporte

17 de julho de 2018 15:16

Confira quem se destacou e mudou de clube no período da Copa do Mundo

Goleiro da Islândia, que pegou pênalti de Messi, em novo clube; capitão da Costa Rica no Santos; volante uruguaio no Arsenal...

↑ (Foto: Reprodução)

A maior competição de futebol do planeta atrai o olhar de bilhões de pessoas. Por isso, quem vai bem em um Mundial pode se valorizar e ganhar a oportunidade em uma nova equipe. De acordo com um estudo de uma consultoria inglesa, cada gol em uma Copa do Mundo pode aumentar em 15% seu respectivo valor de mercado. Artilheiro na Rússia, com seis gols, Harry Kane pode trocar o Tottenham pelo Real Madrid por R$ 700 milhões.

O GloboEsporte.com resolveu, então, levantar todas mudanças de clube dos 736 jogadores convocados pelas 32 seleções da Copa do Mundo. A pesquisa considerou apenas as trocas entre 14 de junho (estreia da competição) e a data de publicação desta matéria (17 de julho). Até o momento, 91 atletas deixaram seus clubes desde o início do Mundial. E esse número pode crescer porque a janela de transferências internacionais ainda está começando a aquecer.

No total, 91 atletas que estiveram na Copa do Mundo foram convocados quando estavam em clube, mas ao final do período da competição, não estavam mais nesta equipe inicial. O montante total destas transações foi de R$ 2,14 bilhões, segundo o Transfermarkt. Porém, vale ressaltar que nem todas as transferências tiveram o valor divulgado. Logo, este número pode ser ainda maior.

Empréstimos, fim de contrato e aposentados

O período do Mundial coincide também com a data de fim de contrato de muitos atletas. Por isso, alguns retornaram de empréstimo, ficaram sem clube ou foram cedidos a outras equipes.

No total, 25 jogadores voltaram de empréstimo ao clube cedente. Eles podem ainda, porém, ter um novo destino. Por exemplo, o atacante croata Pjaca, que estava no Schalke 04 na última temporada, retornou à Juventus, mas não deve permanecer na Velha Senhora. O destino provável é o Liverpool.

Além disso, seis jogadores foram emprestados neste período. Destaque para o lateral-direito marroquino Achraf Hakimi, que trocou o Real Madrid pelo Borussia Dortmund. Alguns jogadores, porém, entraram na Copa do Mundo com um time no currículo, mas deixaram o período da competição sem clube. É o caso do zagueiro português José Fonte, que rescindiu com o chinês Dalian Yifang e ainda não anunciou o novo destino.

O fim da Copa também foi o momento de pendurar as chuteiras para três atletas: o zagueiro mexicano Rafa Marquez, o panamenho Felipe Baloy e o russo Ignashevich.

Principais transferências

Uma partida com desempenho acima da média em uma Copa do Mundo pode ser o suficiente para colocar um jogador em algum outro time no planeta. É o caso do goleiro Halldórsson. O dono da meta da Islândia ficou marcado na estreia da Argentina na competição. Ele defendeu o pênalti cobrado por Lionel Messi e trocou o Randers, da Dinamarca, pelo Qarabag, do Azerbaijão.

Outro que ganhou os holofotes e subiu de patamar no futebol foi o volante uruguaio Lucas Torreira. Com estreia pela Celeste apenas em maio deste ano, o atleta de 22 anos assumiu o posto de titular na terceira rodada da fase de grupos e foi contratado pelo Arsenal por 27 milhões de euros (cerca de R$ 122 milhões). Enquanto o gigante inglês desembolsou alguns milhões, um clube brasileiro se aproveitou do fim de contrato para trazer um experiente jogador: Bryan Ruíz. Com atuações seguras, o capitão da seleção costarriquenha veio sem custos ao Santos.

ruyz

Bryan Ruiz vestirá a camisa 10 no Peixe (Foto: Reprodução)

O já gabaritado Xherdan Shaqiri foi outro que foi bem na Copa e mudou de time no período. O polêmico atacante suíço foi contratado pelo vice-campeão da Champions. O Liverpool pagou cerca de R$ 66 milhões ao Stoke City e terá o jogador de 26 anos pelas próximas cinco temporadas.

Vale uma ressalva que a pesquisa inclui todas as transações de algum convocado para a Copa do Mundo durante o período temporal da competição. Então, alguns jogadores foram incluídos na lista, apesar de não necessariamente terem trocado de clube por conta do Mundial. O principal exemplo é Cristiano Ronaldo, que trocou o Real Madrid pela Juventus. O motivo para sua saída foi um pedido pessoal do craque português, que quis mudar de ares após nove temporadas no gigante espanhol.

cr7

Com desejo de sair do Real desde antes da Copa, Cristiano Ronaldo acertou com a Juventus durante o Mundial (Foto: Divulgação)

Veja outros jogadores que trocaram de clube no último mês:

  • Cueva foi vendido pelo São Paulo ao Krasnodar;
  • Paulinho trocou o Barcelona pelo Guangzhou Evergrande;
  • Thomas Lemar assinou com o Atlético de Madrid;
  • Fred fechou com o Manchester United por R$ 240 mi;
  • Odriozola foi do Real Sociedad para o Real Madrid;
  • Autor do pisão em Neymar, o mexicano Layún acertou com o Villarreal.

Quem ainda pode sair

O mercado internacional de transferências está a todo vapor. Nas principais ligas da Europa, a janela fecha no dia 31 de agosto. Ou seja, os clubes têm cerca de 45 dias para concretizar transações e contratar estrelas da Copa do Mundo.

Uma delas é o meia belga Hazard. Bola de prata do Mundial, Eden Hazard é cotado pelos gigantes espanhóis Real Madrid e Barcelona. O meia do Chelsea, inclusive, já deixou o futuro em aberto após a Copa do Mundo e pode definir seu futuro em breve.

Após perder CR7, o Real Madrid pode tirar um grande nome do PSG. Tanto Mbappé como Neymar foram apontados pela imprensa como possíveis substitutos. O jovem francês estaria acertado com o clube merengue, que negou a informação. Já o craque brasileiro está na mira, mas a situação para contratá-lo é complicada.

Veja quem mais tem chance de mudar de clube:

  • O goleiro Alisson pode ir para o Liverpool e é monitorado por Chelsea e Real Madrid;
  • Willian é desejo do Barcelona e pode sair do Chelsea;
  • PSG sonha em ter Philippe Coutinho e já teria oferecido mais de R$1 bilhão para tê-lo;
  • O atacante argentino Dybala é visto com bons olhos pelo Liverpool;
  • James Rodríguez pode retornar ao Real Madrid após temporada no Bayern de Munique;
  • Insatisfeito no Barça, o zagueiro colombiano Yerry Mina pode ir para o Everton;
  • Destaque na Croácia, o atacante Ante Rebic é disputado por Manchester United, Arsenal, Tottenham, Napoli e Bayern de Munique;
  • Polêmico e seguro em campo, zagueiro Vida está na mira do Liverpool;
  • Kroos é pedido de Mourinho para o Manchester United;
  • Autor de um gol contra e a favor na final da Copa, Mandzukic está na mira do Borussia Dortmund;
  • O goleiro colombiano Ospina pode ir para o Boca Juniors;
  • O meia sérvio Milinkovic-Savic pode trocar a Lazio pelo Real Madrid;
  • Monaco fez proposta para ter o meia russo Golovin, do CSKA;
  • Lateral-esquerdo Danny Rose, do Tottenham e da seleção inglesa, está na mira do PSG;
  • Olympique de Marselha está perto de fechar a contratação do zagueiro croata Caleta-Car.

Fonte: Globo Esporte / Texto: Roberto Maleson

Comentários

MAIS NO TH