Cooperativas

7 de outubro de 2020 15:57

Matéria da Tribuna Independente é finalista do Prêmio CNT de Jornalismo 2020

Reportagem 'Carro polui 7 vezes mais do que ônibus', de Thayanne Magalhães, concorre na categoria Meio Ambiente e Transporte

↑ Capa da matéria especial da Tribuna Independente finalista do Prêmio CNT de Jornalismo (Foto: Tribuna Independente / Reprodução)

O Prêmio CNT de Jornalismo anunciou nesta quarta-feira (7) os 30 trabalhos finalistas da edição 2020, a 27ª da premiação. O jornal Tribuna Independente foi o único veículo de comunicação de Alagoas entre as matérias selecionadas. A reportagem ‘Carro polui 7 vezes mais do que ônibus’, produzida pela repórter Thayanne Magalhães e publicada na edição dos dias 28 e 29 de dezembro de 2019 do jornal.

A matéria, que conta com a colaboração de Lucas Maia, concorre na categoria Meio Ambiente e Transporte. Os grandes vencedores serão anunciados no mês de novembro, porém sem festa de premiação, por conta da pandemia de Covid-19.

Finalista

Thayanne declarou que a ideia de fazer a reportagem veio ao pensar a pauta que correlacionasse o setor de transportes, fator preponderante no prêmio da Confederação Nacional do Transporte, com o meio ambiente. “Eu me interesso muito a assuntos relacionados ao meio ambiente e quando surgiu a oportunidade de escrever sobre transporte coletivo eu tentei relacionar o assunto ao meio ambiente. Foi quando veio a ideia de falar sobre o quanto ter muito carro no trânsito polui”, ressaltou.

Ela contou também sobre como se deu a ajuda tanto da assessoria do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Maceió (Sinturb) quanto do colaborador Lucas Maia, da Agência Tatu. “Então a assessora do Sinturb aqui em Alagoas me orientou a seguir o caminho de como levar essa pauta adiante e junto com o meu colega Lucas Maia, que é especialista em jornalismo de dados, nós resolvemos fazer esse cálculo: ‘se as pessoas andassem mais de ônibus do que de carro qual seria a quantidade de gases poluentes que não cegariam até a atmosfera?’. Então, chegamos nessa constatação de que o carro polui sete vezes mais do que o ônibus”, pontuou a finalista.

Thayanne também expressou a felicidade em ter chegado entre os cinco melhores, vendo o jornal alagoano, produto da Cooperativa dos Jornalistas e Gráficos de Alagoas (Jorgraf), concorrendo com gigantes da comunicação. “Estou muito feliz só de ter chegado onde cheguei, estar entre os cinco melhores do país na categoria Meio Ambiente e Transporte concorrendo com o National Geographic Brasil, TV Globo e Correio Braziliense. A Tribuna Independente entre gigantes do país”, finalizou.

O prêmio

As reportagens e fotografias inscritas e selecionadas na 27ª edição do Prêmio CNT de Jornalismo foram validadas pela Comissão Organizadora e avaliadas por um grupo de pré-selecionadores, formado por cinco jornalistas com atuação acadêmica, considerando aspectos como relevância para o setor de transporte, para o transportador e para a sociedade; qualidade editorial; criatividade/originalidade; e atualidade dos temas.

Divididos em seis categorias (Impresso, Internet, Televisão, Rádio, Meio Ambiente e Transporte, Fotografia), os trabalhos finalistas serão, a partir deste momento, submetidos à avaliação da Comissão Julgadora do prêmio, composta por jornalistas com larga experiência na imprensa e por um especialista em transporte.

Neste ano, fazem parte do corpo de jurados: Cid Martins, repórter especial da Rádio Gaúcha e vencedor do Prêmio CNT de Jornalismo em cinco ocasiões; Conrado Corsalette, editor-chefe do Nexo Jornal; Guilherme Amado, colunista da revista Época e da rádio CBN e vice-presidente da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo); Leonardo Cavalcanti, editor-chefe do SBT News e vencedor do Prêmio CNT de Jornalismo por quatro anos; e Leise Kelly de Oliveira, professora associada no Departamento de Engenharia de Transportes e Geotecnia da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

O trabalho com a maior nota receberá o Grande Prêmio CNT de Jornalismo no valor de R$ 60 mil. Os ganhadores das demais categorias recebem, cada um, R$ 35 mil. O resultado final será divulgado no mês de novembro. Neste ano, devido à pandemia da covid-19, a tradicional festa de entrega da premiação não será realizada.

 

Confira os finalistas em Meio Ambiente e Transporte

 

“Carro polui 7 vezes mais do que ônibus”

Thayanne Magalhães, Tribuna Independente (AL)

 

“Atropelamentos podem antecipar extinção de espécies da fauna brasileira”

Adele Machado Santelli, National Geographic Brasil

 

“O futuro supersônico – os desafios dos novos aviões mais rápidos do mundo”

Nancy Dutra, Fantástico (TV Globo)

 

“Vidas na pista – Travessia dos inocentes”

Simone Kafruni, Correio Braziliense

 

“Sustentabilidade: o caminho do transporte pós-pandemia”

Walder Lima Galvão, Correio Braziliense

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Bruno Martins com CNT

Comentários

MAIS NO TH