Cooperativas

5 de agosto de 2020 14:54

Sedetur realiza cadastro de Mestres Artesãos e Entidades Representativas

Trabalho de mapeamento registra a cultura do Estado difundida através das técnicas artesanais

↑ Trabalho de mapeamento registra a cultura do Estado difundida através das técnicas artesanais (Foto: Kaio Fragoso / Agência Alagoas)

Em Alagoas, o artesanato é um dos destaques da cultura estadual, e anualmente o Programa Alagoas Feita À Mão, coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), realiza o mapeamento de mestres e entidades representativas da atividade artesanal.

O trabalho de mapeamento permite que as técnicas e conhecimentos permaneçam presentes nas comunidades através das novas gerações. Com relação às entidades, ele organiza coletivamente os produtores desse ofício, zelando e defendendo seus interesses.

“Durante todo o ano nós temos atividades voltadas para os artesãos em Alagoas e, uma delas, é realizar esse mapeamento, através do cadastro. É importante que essas categorias possuam sua Carteira, que é oficializada pelo Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), como forma de identificar e registrar esse o rico trabalho realizado”, ressalta Daniela Vasconcelos, gerente de Design e Artesanato, da Sedetur.

Como solicitar?

Mestre Artesão

Entende-se por mestre aquele que se notabilizou em seu ofício, legitimado pela comunidade que representa e que difunde para as novas gerações conhecimentos acerca dos processos e técnicas do ofício artesanal.

Identificando-se neste perfil e desejando emitir a Carteira Nacional de Mestre Artesão, é preciso enviar para o e-mail [email protected] seu nome completo, CPF, telefone e anexar os documentos exigidos pelo Programa do Artesanato Brasileiro que comprovem sua atuação (comprovação de existência e relevância do saber, declaração da comunidade e comprovação de que existe atuação no Brasil). Após o registro e aprovação, a Carteira é emitida e enviada, em PDF, para o e-mail cadastrado.

Entidades Representativas

Para esta categoria existem quatro tipos: Associação, Cooperativa, Grupo de Produção Artesanal e Federação de Artesão. O primeiro passo é entender qual classe mais se identifica e o representante deve enviar para o e-mail [email protected] os documentos listados abaixo.

Para associações, cooperativas e federação de artesãos:

  • Nome da Entidade;
  • Estatuto assinado e registrado em cartório;
  • Registro do CNPJ;
  • Número do Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB) e cópia do RG do presidente e vice-presidente;
  • Data de início e fim de mandato;
  • Ata de eleição assinada e registrada em cartório;
  • Lista de artesãos associados (contendo nome, CPF e número do SICAB);
  • Comprovante de endereço da sede;
  • Telefone para contato;
  • E-mail.

Para grupos de produção artesanal:

  • Nome do grupo;
  • Número do SICAB e cópia do RG do representante;
  • Lista de artesãos (contendo nome, CPF número do SICAB);
  • Comprovante de endereço da sede;
  • Telefone e e-mail.

Após o registro e análise, a confirmação de cadastro é enviada por e-mail pelo Programa do Artesanato Brasileiro.

Fonte: Agência Alagoas / Texto: Letícia Cardoso

Comentários

MAIS NO TH