Cooperativas

3 de junho de 2020 18:05

Dia Internacional das Cooperativas: ‘é preciso deter mudanças climáticas’

Objetivo é estimular as cooperativas do mundo inteiro a continuar promovendo ações para combater as mudanças climáticas

↑ (Foto: Ilustração)

“Cooperativas para a Ação Climática”. Esse é o tema do Dia Internacional das Cooperativas de 2020, sempre celebrado no primeiro sábado de julho – dia 4 neste ano. Ao fazer o anúncio, no início de abril, a Aliança Cooperativa Internacional (ACI) destacou que o objetivo é estimular as cooperativas do mundo inteiro a continuar promovendo ações para combater as mudanças climáticas. A situação crítica do clima coloca em risco a vida e os meios de subsistência de milhares de pessoas e destrói os ecossistemas vitais para os seres humanos e para o planeta.

A data é celebrada desde 1923 e a partir de 1995 entrou para a agenda oficial da Organização das Nações Unidas. O tema deste ano é também um dos grandes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU, o de número 13 (Ação Contra a Mudança Global do Clima). Foi sugerido pela Comissão de Promoção e Avanço do Cooperativismo, o COPAC, organização internacional formada pela ONU, ACI e organizações internacionais públicas e privadas que fomentam e representam o cooperativismo.

Dados mostram que os gases do efeito estufa aumentaram em 50% na comparação com 1990. Além disso, o aquecimento global está causando mudanças permanentes no sistema climático, cujas consequências podem ser irreversíveis se medidas urgentes não forem tomadas.

A degradação dos recursos naturais e a multiplicação dos desastres naturais, além do acelerado degelo das calotas polares, são sinais do aumento da poluição e do esgotamento dos recursos do planeta, afetando a vida das pessoas em todo o mundo, especialmente dos grupos mais desfavorecidos, como pequenos agricultores, mulheres, jovens, povos indígenas ou minorias étnicas.

“Nossa casa comum está em perigo. Existem modos de produção e consumo que constantemente atacam a natureza. Não temos muito tempo para reverter essa situação. Precisamos agir agora, com nossos valores e princípios como bandeira, para demonstrar em escala global que é possível desenvolver uma economia com inclusão social e proteção dos recursos naturais”, afirmou Ariel Guarco, presidente da ACI.

A ACI criou um guia de comunicação para as cooperativas, que lhes permitirá aproveitar o Dia Internacional para mostrar a importância do combate às mudanças climáticas. No ano passado foi criado um mapa interativo do Dia Internacional das Cooperativas e este ano será repetido para mostrar ações realizadas em vários países no combate às mudanças climáticas. As cooperativas que quiserem participar podem acessar o site: https://www.ica.coop/es/2020-international-day-cooperatives. No ano passado, foram registrados mais de 130 eventos em 40 países. A ACI pede que nas redes sociais sejam utilizadas as hashtags #CoopsDay e #Coops4ClimateAction.

O movimento cooperativo pode usar essa importante oportunidade para se posicionar como ator global de mudança e colaborar com seus parceiros na comunidade internacional. Esse esforço coletivo pode impactar significativamente a agenda climática e alcançar uma transição verde e justa para todas as comunidades, sem deixar ninguém para trás.

De acordo com o Anuário do Cooperativismo Brasileiro (2019), do Sistema OCB, o movimento cooperativista está presente em 150 países, criando oportunidades para seus associados e contribuindo para o desenvolvimento de suas comunidades. São 1,2 bilhão de cooperados, 3 milhões de cooperativas e 280 milhões de postos de trabalho. No Brasil, são 6.828 cooperativas, 14,6 milhões de cooperados e 425,3 mil empregados.

Fonte: Easycoop

Comentários

MAIS NO TH