Cooperativas

5 de fevereiro de 2020 16:10

 Cooperativa alagoana celebra mais de 20 anos de parceria com pecuaristas paranaenses

As entidades estão em regiões distintas e em territórios geográficos, sociais e culturais opostos

↑ Dilvo Grolli (Coopavel) e Luciano Monteiro (Carpil) parceria entre cooperativas tida como a mais longa do mundo

A mais duradoura intercooperação do mundo nasceu há 23 anos no Show Rural em Cascavel/PR. Produtores de Alagoas, em visita à região, pararam por acaso no evento e ali nasceu uma parceria que ajudaria a mudar a realidade de agricultores do semiárido brasileiro. Carpil e Coopavel começaram então a trocar informações e conhecimentos e o projeto que inspira outras parcerias pelo País, diz o presidente da cooperativa com base em Palmeira dos Índios, Luciano Monteiro.

De uns poucos produtores, nesta edição de 2020 do SRC 103 pessoas integram a comitiva da Carpil, formada por pessoas de seis estados (Bahia, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Alagoas e Ceará). “As informações e o suporte que recebemos contribuiu para saltos em produtividade em inúmeras culturas”, segundo Luciano. Para conseguir recursos à viagem de mais de seis mil quilômetros (ida e volta), a Carpil conta com a colaboração do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Legenda: O presidente da Carpil, Luciano Monteiro, e Hebert Pereira, da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo

A comitiva deste ano conta com a participação da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo por meio do coordenador Geral do Fundo de Terras Hebert Rodrigues Pereira. A intercooperação, conforme ele, tem o poder de ensinar e de promover a prosperidade. “Tudo o que o produtor rural puder aprender para produzir mais e melhor deve ser apoiado”. O conhecimento muda realidades e impulsiona resultados, segundo Hebert, que desenvolve ações pelo fortalecimento da agricultura familiar e a valorização da mulher em seu cotidiano no campo.

O secretário destaca particularidades na intercooperação entre Coopavel e Carpil. Elas são de portes diferentes, estão em regiões distintas e em territórios geográficos, sociais e culturais opostos. “Mesmo assim, a parceria é sucesso e rende prêmios nacionais”, afirma Luciano. O projeto inspira inclusive o Ministério da Agricultura e Pecuária a criar uma ação nacional para estimular a troca de conhecimentos entre cooperativas, de olho em avanços sociais e econômicos a regiões pobres do Brasil.

 

Encontro de Dois Mundos

Em abril de 1994, ao aceitar a presidência da Carpil – Cooperativa Agropecuária Regional de Palmeira dos Índios, em Alagoas, o produtor Luciano Monteiro estava diante de um desafio: evitar que a empresa fechasse as portas. A empreitada parecia difícil. Era preciso pagar os credores e tentar evitar uma debandada geral dos cooperados. Uma das saídas encontradas para vencer a crise foi conhecer outros modelos cooperativistas que estavam dando certo. Em 1997, Monteiro juntou um grupo de pessoas e decidiu colocar o pé na estrada. E foi a caminho de Medianeira, PR, que os forasteiros toparam com o Show Rural Coopavel, organizado pela Cooperativa Agropecuária Cascavel Ltda., a Coopavel. “Pensamos que fosse um baile”, recorda Monteiro. Ficaram impressionados com o que viram por ali. “A gente não acreditava. Eram tantas máquinas e inventos tecnológicos”, diz. Para Monteiro, só nos Estados Unidos podia existir uma feira como aquela.

No ano 2000, vendo que o interesse da Carpil pelas novidades mostradas no Show era crescente, a Coopavel decidiu mandar seus técnicos a Alagoas para ajudar. “O que mais incentivou a gente foi a vontade do pessoal”, afirma Dilvo Grolli, Presidente da Coopavel. A parceria aconteceu rápido.

Uma parceria de sucesso que vem mostrando resultados da intercooperação entre Carpil e Coopavel, durante 23 anos, no quesito disseminação de técnicas e conhecimentos agropecuários. O presidente da Carpil, Luciano Monteiro e o presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, são os personagens principais da história.

A Carpil, de importadora, passou a exportadora de conhecimentos e seu presidente viaja o mundo relatando a experiência. De tão empolgante e bem-sucedida, a parceria estimulou o Ministério da Agricultura a lançar um projeto de intercooperação nacional. A ministra Tereza Cristina esteve na 31ª edição do Show Rural Coopavel e disse que o exemplo da Carpil e da Coopavel serão levados a todo o Brasil, contribuindo para uma verdadeira transformação agropecuária nas regiões onde as situações climáticas e de solo não são tão boas, mas onde a vontade de trabalhar dos lavradores é admirável.

 

Assessoria

 

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH