Cooperativas

7 de outubro de 2019 17:58

Projeto Acordes é sucesso em todas as cooperativas educacionais de Alagoas

Iniciativa foi lançada nos últimos dias nas cinco cooperativas ligadas à educação

↑ (Foto: Coopex)

O Acordes está lançado. Todas as cooperativas educacionais do Estado já participam do projeto musical que leva aulas de flauta doce às unidades escolares. Cerca de 100 alunos estão sendo contemplados.

O projeto foi criado a partir de uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem ao Cooperativismo em Alagoas (Sescoop/AL), Cooperativa dos Músicos da Filarmômica de Alagoas (Cofia) e cooperativas educacionais: Coopema (Colégio São Lucas – Maceió), Coopepe (Colégio Leonor Gonçalves Peixoto -Penedo), Coopex (Escola Convivendo -Piranhas/AL e Colégio Boa Ideia – Paulo Afonso/BA) e Inovar (Atalaia).

Por meio de termos de cessão de uso, o Sistema OCB/AL cedeu 20 flautas doces e 10 estantes de partituras para cada escola. “Este é um projeto que vai trazer grandes benefícios à comunidade escolar. Música nas escolas é contribuir para a educação. Vamos começar com aulas de flauta, mas temos planos de estender o trabalho para outros instrumentos e incluir canto e dança também”, disse o presidente do Sistema OCB/AL, Marcos Rocha.

O Acordes foi lançado em agosto no Colégio São Lucas e em setembro as aulas começaram com o professor André Tokura. Entre o final do mês passado e começo de outubro o projeto foi lançado nas demais cooperativas educacionais.

Até semana que vem todas as aulas iniciarão. Em Atalaia as aulas também serão ministradas pelo professor Tokura. O músico Olívio Fernandes ficará responsável pelo colégio em Penedo e Santiago Vitorino será o professor nas unidades em Piranhas e Paulo Afonso.

“A recepção nas escolas foi incrível. Os alunos estão empolgados e isso nos motiva. Estamos muito felizes com essa parceria e os resultados serão os melhores possíveis”, declarou o professor Olívio Fernandes.

“Trarei dinâmicas musicais em grupo por meio da música em partitura e escrita musical (notas, símbolos…). Também abordarei aspectos importantes do corpo como: lateralidade, memorização, atenção, socialização, interpretação e a participação”, falou o professor Santiago Vitorino.

Serão duas aulas por semana e as turmas já estão completas. “Achei muito interessante porque incentiva os alunos a conhecerem a diversidade musical”, afirmou a estudante do Colégio Inovar, Júlia Medeiros.

“Esse projeto causou um impacto nos alunos que me surpreendeu. Eles, de fato, estão muito interessados e as vagas foram bem disputadas. Música na escola faz com que o aluno se interesse mais pelos estudos, pois ela motiva em vários sentidos”, afirmou a presidente da Coopex, Arleide Gomes.

“Esse projeto é de suma importância para o futuro das nossas crianças. A música é imprescindível na formação intelectual. O Projeto Acordes chegou na hora certa e estamos muito gratos por esta oportunidade oferecida pelo Sescoop”, disse o presidente da Coopepe, Eduardo Regueira.

Fonte: Ascom Sistema OCB/AL

Comentários

MAIS NO TH