Cooperativas

7 de junho de 2019 18:09

Restaurante Maria Antonieta comemora 10 anos com quintetos da Filarmônica de Alagoas

Filarmônica, que funciona em regime de cooperativa, levará ao Maria Antonieta diferentes formações de seus instrumentistas

↑ Maria Antonieta (Foto: Michel Rios / Divulgação)

Neste mês de junho, o restaurante Maria Antonieta completa 10 anos de atividades trazendo a Maceió o melhor da culinária italiana. Para celebrar este marco tão significativo, a casa preparou uma programação mais do que especial em conjunto com os músicos da Orquestra Filarmônica de Alagoas para presentear seus clientes.

Em uma série de três apresentações, sempre às 21 horas, a Filarmônica levará ao Maria Antonieta diferentes formações de seus instrumentistas.

No sábado de estreia (08/6) , a noite será comandada pelo Quinteto de Cordas composto pelos músicos Nivaldo Júnior, Davi Coimbra e Jamerson Joandres (todos com violino), Olívio Fernandes (viola) e José Tavares (violoncelo). No repertório estarão obras de grandes compositores como Bach, Beethoven, Mozart e Handel, além de sucessos da MPB de Toquinho e Tom Jobim a Geraldo Azevedo e Marisa Monte, e hits internacionais como Metallica, Elvis Presley e Frank Sinatra.

Já na semana seguinte (sábado, 15/6 ), o público poderá conferir o Quinteto de Madeiras — primeiro grupo desta modalidade timbrística formado no Estado de Alagoas, composto por Santiago Silva e Joshua de Alcântara (clarinete), Patrício Laranja (Flauta), Ythallo Pereira (Fagote) e André Tokura (oboé), com um repertório recheado de músicas dos mais variados estilos, de clássicos eruditos como Bach a Beatles, Tim maia, Djavan, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, A-Ha e até Sandy & Jr.

Encerrando a programação, a sexta-feira (21/6 ) trará o Quinteto de Metais , com os músicos Enife Costa e Moisés Barbosa (trompete), Eliseu Santos (trompa), Denisson Oliveira (trombone) e Henrique Silva (tuba) com um repertório de música erudita, choro, bossa nova, clássicos internacionais, boleros e temas de filmes.

“Este é um momento de grande alegria para nós e queremos presentear nossos clientes trazendo pela primeira vez para dentro do Maria Antonieta este grande projeto que é a Filarmônica de Alagoas”, diz Leopoldo Gama, um dos sócios da casa, ao lado dos irmãos Breno e Dedé Gama.

SERVIÇO

10 anos do Maria Antonieta – com quintetos da Filarmônica de Alagoas

8, 15 e 21 de junho – 21 horas

Couvert artístico: R$ 6,00 por pessoa (sem reserva antecipada)

08/6 (sábado) – Quinteto de Cordas (Violinos, viola e violoncelo)

15/6 (sábado) – Quinteto de Madeiras (Clarinetes, flauta, fagote e oboé)

21/6 (sexta) – Quinteto de Metais (Trompetes, trompa e tuba)

Restaurante Maria Antonieta

Endereço: Avenida Doutor Antônio Gomes de Barros, 150 (antiga Avenida Amélia Rosa)

Bairro: Jatiúca

Fone: 3202-8828

http://www.mariaantonieta-al.com.br/

Sobre o restaurante Maria Antonieta

Inaugurado em junho de 2009 em Maceió, o restaurante Maria Antonieta, cujo nome foi escolhido em homenagem à mãe dos três sócios, os irmãos Breno, Dedé e Leopoldo Gama (que trazem na bagagem sucessos como a Super Pizza e o Armazém Guimarães), tem como objetivo resgatar a cozinha italiana original, com suas antigas receitas e, ao mesmo tempo, dar-lhe uma roupagem contemporânea.

Para isso, o chef Breno Gama, que assina o cardápio, fez um mergulho na culinária italiana, passando por estágios em São Paulo nos restaurantes dos chefs Roberto Ravióli e Ronaldo Roperto, dois expoentes do gênero no país. Além disso, viaja regularmente para diversas regiões da Itália em busca dos segredos dos pratos mais tradicionais. Além de ter sido eleito pelo júri da revista Veja Maceió Comer & Beber como o melhor restaurante italiano da cidade, sua carta de vinhos, que conta com mais de 350 rótulos de diversos países, foi também escolhida pela revista Prazeres da Mesa nos últimos cinco anos com uma das 20 melhores do Brasil.

Moderno e aconchegante, o projeto arquitetônico da casa foi criado pela arquiteta alagoana Humberta Farias e tem como centro das atrações uma gigantesca árvore de metal, escultura produzida pelo artista plástico paulista Wallace Simonsen.

Sobre a Orquestra Filarmônica de Alagoas

Desde o dia 27 de junho de 2017, a Filarmônica vem escrevendo uma história admirável de dedicação à música. Com o objetivo de mostrar a capacidade que tem uma orquestra de se adaptar aos mais diferentes estilos e realidades, tem apresentado concertos que vão desde os clássicos tradicionais, passando pelos temáticos, até os contemporâneos.

Formada de forma independente e em regime de cooperativa, sem fins lucrativos, a Filarmônica de Alagoas surge para fomentar a música de concerto no estado. Mais de 25.000 pessoas assistiram às apresentações da Filarmônica, sendo, aproximadamente, 3.000 crianças e 22.000 adultos. Dados que demonstram que a música Erudita em Alagoas possui um mercado com reais possibilidades de expansão, além de ser um importante mecanismo de transformação e inserção social.

Fonte: Assessoria / Amais Imprensa

Comentários

MAIS NO TH