Cooperativas

3 de junho de 2019 15:05

CPLA comemora conquistas dos produtores de leite

Por dia, as 40 associações ligadas à Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA) recebem em média 40 mil litros de leite

↑ (Foto: Assessoria)

Um alimento completo e ideal desde a infância, o leite é um dos produtos mais procurados pelas famílias alagoanas. Por dia, as 40 associações ligadas à Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA) recebem em média 40 mil litros de leite. Toda essa matéria-prima vem direto da roça.

Lá em Mar Vermelho, os agricultores Pauliana de Oliveira e Jefferson Silva começaram a produzir leite há 10 anos. Hoje eles contam com oito vacas produzindo, chegando a tirar 100 litros de leite por dia. É da lida no campo, conta a produtora, que o casal tira a renda da família. “Aqui é nosso ganha pão. Acreditamos na melhora do preço do leite e assim agente vai poder aumentar nossa produção. A gente não vai desistir. A gente tem fé”, afirma Pauliana.

Para incentivar os pequenos produtores de leite alagoanos, a CPLA busca sempre melhorias e ampliação de mercado, além de lutar pela continuidade de políticas públicas para os agricultores. “A gente sabe que esses produtores tiram seu sustento da atividade. Por isso, a gente está perto deles. Incentivando e buscando através do Programa do Leite, do PAA e do PNAE que eles coloquem seu produto e tenham como escoar sua produção. Com a Unidade de Beneficiamento de Leite (UBL) de Batalha a gente sabe que eles vão ter um local certo para comercializar sua produção. Nós já crescemos muito e estamos todos lutando juntos por mais melhorias”, atenta o presidente da CPLA, Aldemar Monteiro.

No campo, a cooperativa auxilia na assistência técnica, ajudando a inserir técnicas de manejo para melhorar a produtividade. O objetivo é conseguir aumentar a produção dos agricultores familiares, dando condições de subsistência. “Nossa expectativa é que a gente consiga comemorar o Dia Mundial do Leite por muitos anos e cada vez mais fazer com que nossos produtores produzam mais, cresçam e tenham renda”, acredita Monteiro.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH