Cooperativas

9 de abril de 2019 15:04

Servidores podem contribuir com coleta seletiva na Esmal

Pesagem é feita na sede da escola, sempre às segundas, das 12h às 13h30; material auxilia na complementação de renda de cerca de 20 famílias

↑ Iniciativa faz parte do projeto Eco Consciente e Solidário (Arte: Dicom TJ/AL)

A Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal) implantou a coleta seletiva em suas dependências, no final do ano passado. Servidores podem colaborar com o projeto trazendo material reciclável de suas casas. A pesagem é feita na sede da escola, sempre às segundas, das 12h às 13h30.

Podem ser entregues papel, papelão, embalagens plásticas, alumínio, ferro, entre outros materiais. Tudo é destinado à Cooperativa de Recicladores de Lixo Urbano de Maceió (Cooplum), que funciona no bairro Jacarecica. Além de contribuir com a preservação do meio ambiente, o servidor pode ajudar na complementação de renda de cerca de 20 famílias associadas à cooperativa.

Aqueles que mais auxiliarem na causa podem ainda ser premiados no projeto Eco Consciente e Solidário, do Tribunal de Justiça de Alagoas. A última premiação ocorreu no início do mês, na Presidência.

Além da Esmal, a coleta seletiva é feita na sede do TJ/AL e na Corregedoria. Até o meio do ano, a iniciativa deve ser implementada nos Fóruns de Maceió e Arapiraca. Mais de 24 toneladas de lixo já foram destinadas para a reciclagem desde que a coleta seletiva teve início no Judiciário alagoano, em 2016.

Fonte: Dicom TJ/AL / Texto: Diego Silveira

Comentários

MAIS NO TH