Cooperativas

4 de abril de 2019 16:13

1ª Oficina de Planejamento da Rota da Fruticultura discute expansão de produção

Com apoio da Seagri, o evento discute estratégias e ações para a estruturação da cadeia produtiva das frutas

↑ 1ª Oficina de Planejamento da Rota da Fruticultura teve início dia 3 e o encerramento acontece dia 5 (Foto: Eliú Almeida / Agência Alagoas)

A terra das pinhas está sediando desde o dia (3), com encerramento em (5) de abril, a 1ª Oficina de Planejamento da Rota da Fruticultura, realizada no auditório do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), em Palmeira dos Índios. O evento é o primeiro do Brasil com o tema Fruticultura e tem como objetivo, discutir estratégias e ações para a estruturação da cadeia produtiva das frutas no polo em desenvolvimento e o cultivo de plantas frutíferas em Alagoas.

A fruticultura brasileira é uma das mais diversificadas do mundo e a área de cultivo com frutas no País supera dois milhões de hectares, gerando um expressivo resultado em termos de geração de empregos no campo, na agroindústria, no agroturismo e na esfera de fornecedores de insumos e serviços, além de gerar renda nos mercados interno e externo.

Em Alagoas, a fruticultura é cultivada, principalmente, nas regiões dos Tabuleiros Costeiros, no Agreste e no Vale do Mundaú, com destaque para a produção de abacaxi, banana, caju, coco-da-baía, laranja, mamão, manga, maracujá e pinha.

O secretário de Agricultura de Alagoas, Ronaldo Lessa, disse que a parceria entre o Ministério da Agricultura, Governo do Estado e prefeituras é muito importante. “Para evoluir os programas agrícolas não podemos deixar de lado as cooperativas e associações, que ajudam a impulsionar a economia alagoana gerando renda para todo o estado” destacou o secretário que assinou, junto com outras autoridades, o Termo de Recebimento de Bem Público que beneficia 240 agricultores familiares de 37 municípios alagoanos.

Hibernon Cavalcante, superintendente de Desenvolvimento Agropecuário ressaltou ainda a diversidade das produções locais. “Na medida em que, começamos a enxergar a fruticultura em Alagoas, conseguimos interligar toda potencialidade do Estado com a tradição já existente. Existem municípios alagoanos que produzem variedades de frutas e podemos por meio desses minicursos, capacitar os produtores para um melhor desenvolvimento no plantio e no agronegócio. Palmeira dos Índios está de parabéns pela iniciativa de sediar esta Oficina”, destacou Cavalcante.

Durante a oficina, estão sendo realizados minicursos específicos para produtores, estudantes e pesquisadores da fruticultura como: Potenciais e Perspectivas da Fruticultura no Estado de Alagoas, A Importância da Abrafrutas no Desenvolvimento da Fruticultura no País, Boas Práticas Agrícolas e Produção Integrada de Frutas, dentre outros.

O programa é coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e faz parte das Rotas de Integração Nacional, redes interligadas de Arranjos Produtivos Locais (APLs) que promovem inovação, diferenciação, competitividade e lucratividade de empreendimentos associados, a partir da coordenação de ações coletivas e iniciativas de agências de fomento.

Participaram da abertura, representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Secretaria de Agricultura do Estado de Alagoas (Seagri), Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Sociedade Brasileira de Frutas, Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Cooperativa Agropecuária Regional de Palmeira dos Índios (Carpil), Instituto Federal de Alagoas (Ifal), Banco do Brasil (BB), Banco do Nordeste (BNB), Abrafrutas, câmara de vereadores de Palmeira dos Índios, prefeituras e secretarias de agricultura dos municípios.

Próximo evento sobre fruticultura

Nos dias 10 e 11 de abril, a Secretária de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), em parceria com o Sebrae, Embrapa, Faeal, Ufal e Sociedade Brasileira de Fruticultura (SBF) acontece o IV Seminário de Fruticultura , a ser realizado no Auditório, da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas (Faeal), das 8h às 17h.

Segue a programação:

Dia 10/04/2019

8h – Café da manhã

9h– Sistema de produção do Açaizeiro e beneficiamento de açaí

Palestrante: Dr. João Tomé de Farias Neto (EMBRAPA – Amazônia Oriental)

10h –Uso de pó de rocha em fruticultura

Palestrante: Dr. Sebastião Reginaldo da Silva Pinheiro (Consultor em agroecologia)

12h– Almoço

14h– Fruticultura de clima temperado no semiárido

Palestrante: Dr. Paulo Roberto Coelho (EMBRAPA Semiárido)

15:30h– Coffee Break

16h– Maracujazeiro: Avanços Tecnológicos e Mercado

Palestrante: Abel Rebouças São José (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB).

17h- Encerramento.

Dia 11/04/2019

8h – Café da Manhã

9h– Irrigação em fruticultura (NETAFIN)

Palestrante: Glayton Rocha (Especialista Agronômico – NETAFIN BRASIL)

10h – Inovação e Agregação de Valor na Fruticultura

Palestrante: Dr. Ricardo Elesbão Alves (EMBRAPA Alimentos e Territórios)

11h –Fruticultura Orgânica e Agroecológica

Palestrante: Dr. Valdecir Queiroz Filho (Consultoria Terra Ecológica)

12h – Almoço

14h – Energia fotovoltaica na Fazenda Bom Sucesso

Palestrantes: Krysthian Williamson / Carlos Alberto Pereira Lima (Imensa Solar e Fazenda Bom Sucesso).

15h–Indústria de Doces União

Palestrante: Daniel Almeida

15:30h–Coffee break

16h–Proposta de capacitação continuada em fruticultura

Palestrante: Dr. Lineu Alberto Domit (EMBRAPA Alimentos e Territórios)

17h –Encerramento.

Fonte: Agência Alagoas / Texto: Eliú Almeida e Pollyana Almeida

Comentários

MAIS NO TH