Cooperativas

22 de fevereiro de 2019 14:22

Reunião em Brasília assegura recursos para o Programa do Leite

No encontro, ocorrido no Ministério da Cidadania, foi definido que na próxima semana será anunciado o calendário de repasse dos R$ 10 milhões para Alagoas

↑ Recursos, já pactuados com o governo federal, vão assegurar a continuidade do Programa do Leite em Alagoas (Foto: Cortesia)

Durante reunião no ministério da Cidadania, em Brasília, nesta quinta-feira (21), o ministro Osmar Terra definiu que vai anunciar, na próxima semana, o calendário de repasses dos recursos para o Programa do Leite de Alagoas, com aporte de R$ 10 milhões, referentes às parcelas do ano passado e também do início de 2019.

Na audiência com o ministro Osmar Terra, o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Henrique Soares, foi acompanhado pelos deputados federais Marx Beltrão e Tereza Nelma, e ainda pelo presidente da Cooperativa dos Produtores de Leite de Alagoas (CPLA), Aldemar Monteiro.

“Foi um encontro muito positivo para Alagoas. O ministro ficou sensibilizado com a nossa demanda e aprovou o plano de execução do Programa do Leite, sinalizando inicialmente com o repasse de R$ 10 milhões”, comemorou o secretário Henrique Soares.

Segundo ele, a participação dos deputados federais Marx Beltrão e Tereza Nelma foi de grande representatividade e contribuiu para que o ministro reconhecesse a necessidade dos recursos, já pactuados com o governo federal, e que vão assegurar a continuidade do Programa do Leite em Alagoas.

Atualmente, são beneficiadas pelo Governo de Alagoas com a distribuição de leite 80 mil famílias de baixa renda em todas as regiões do Estado, com cinco cooperativas fornecedoras e milhares de pequenos produtores, incluindo a distribuição do leite de cabra.

O Programa fornece quatro litros de leite por semana aos beneficiários inscritos em Alagoas, por meio de 670 postos de distribuição na capital e no interior do Estado, contemplando famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Fonte: Agência Alagoas / Texto: Ronaldo Lima

Comentários

MAIS NO TH