Cooperativas

26 de outubro de 2018 12:02

Fisioterapia é necessária antes e após cirurgia de câncer

No outubro rosa, Fisiocoop alerta pacientes para o alcance de melhores resultados

A campanha “Outubro Rosa” tem um papel importante: conscientizar mulheres entre 40 a 69 anos de idade a fazer o exame mamográfico, pois o câncer de mama lidera em número de ocorrência no Brasil e o diagnóstico precoce é fundamental para combatê-lo. Quando diagnosticado, o tratamento deve ser multidisciplinar, incluindo reabilitação física antes e após a cirurgia.

O tratamento fisioterapêutico no câncer de mama inicia na fase pré-operatória, mas sua maior atuação acontece após a cirurgia. O pós-operatório é marcado por dificuldade na movimentação do braço, do ombro e por dor. “O paciente tem dificuldade de encostar a mão na nuca, vestir blusas, escovar os cabelos, abotoar sutiã”, explica Eurocenir Pereira, presidente da Cooperativa de Fisioterapeutas de Alagoas (Fisiocoop).

Já a cooperada Roberta Lima destaca a importância de o paciente seguir corretamente as instruções e realizar os exercícios propostos. “Faz a diferença durante o tratamento. Nosso objetivo é restabelecer a função do braço, prevenir complicações respiratórias, diminuir a dor e prevenir a formação de linfedema, cicatrizes, fibroses e aderências”.

Para o processo de radioterapia, a fisioterapia é ainda mais importante, pois o paciente só consegue realizá-lo se tiver amplitude de movimento de ombro necessária para permanecer na posição, com a mão atrás da nuca, durante o tempo de aplicação da radioterapia.

“Descobrir um câncer não é nada fácil. Precisei fazer mastectomia e, para evitar as sequelas e auxiliar a recuperação, iniciei o tratamento fisioterapêutico. Eu sabia que a fisioterapia era importante para restabelecer os movimentos com os braços e que, se eu não fizesse, chegaria o dia da radioterapia e eu não iria conseguir manter os braços levantados ao longo do tempo do procedimento”, explica Antônia Rosa, pensionista.

O fisioterapeuta também é capaz de identificar alterações neurológicas ocorridas durante o ato operatório e no alinhamento postural, quando o paciente adota postura antálgica, com medo da dor, curvando-se e estabilizando o braço em cima da barriga.

PREVENÇÃO E AUTOEXAME

O diagnóstico precoce é fundamental no tratamento contra qualquer tipo de câncer. No câncer de mama, especificamente, a realização anual da mamografia é importante para a prevenção. Já o autoexame deve ser feito para que a mulher conheça seu corpo e perceba qualquer alteração nas mamas.

A campanha do “Outubro Rosa” foi desenvolvida pelo Ministério da Saúde e tem o intuito de compartilhar informações sobre a prevenção, o diagnóstico precoce e o combate ao câncer de mama.

Fonte: Ascom Sistema OCB/AL

Comentários

MAIS NO TH