Cooperativas

14 de setembro de 2018 16:07

Dia de Campo apresenta resultados da irrigação no plantio de cana

Plantio, que tomou cerca de 20 hectares, apresenta cana de quase três metros de altura

↑ (Foto: Assessoria)

Um Dia de Campo foi realizado na colônia de Pindorama, na quinta-feira, 13, para apresentar a produtividade no plantio de cana com sistema de irrigação e adubação integrados. O plantio, que tomou cerca de 20 hectares, apresenta cana de quase três metros de altura, entrenós bastante desenvolvidos e cana sem qualquer estresse hídrico.

“Esse plantio é diferenciado, nós fazemos três adubações: uma com suco, outra com 90 dias e e a última com 180 dias. Tudo isso auxiliado com irrigação por gotejamento. Essa prática preza pela disponibilização do nutriente para que a cana possa alcançar maior produtividade associada à adubação e água no momento certo”, explica Bartolomeu Carvalho, proprietário do lote e autor do projeto.

Simples, de baixo custo e acessível, o sistema ficou conhecido por render a chamada cana de três dígitos. Isso porque em cada hectare constatou-se o rendimento de 150 toneladas. “Essa integração nos rendeu um canavial uniforme, com cana bem nutrida mesmo num solo arenoso. A ainda está crescendo, ou seja, o grane segredo é dar à cana o que ela precisa”, orienta o plantador Bartolomeu.

Com a experiência, segundo o diretor da Cooperativa Pindorama, Antônio de Oliveira, é possível constatar que não é somente em São Paulo e no eixo sul-sudeste que é possível desenvolver de alta produtividade com cana acima dos três metros. O modelo de produção deve render 140 quilos de ATR por hectare.

“Cada vez mais a Pindorama vem reinventando seu modus-operandi da tradicional lavoura e atividades. A intenção é replicar todo o sistema, com amplo suporte técnico da nossa equipe, para que a produtividade dobre”, observou Antônio.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH