Cooperativas

8 de agosto de 2018 15:55

36ª Expo Bacia Leiteira divulga programação e promete impulsionar setor

Exposição já está com tudo pronto para receber, na estrutura do Parque Mair Amaral, de 13 a 16 de setembro, mais de 400 animais e um público superior a 30 mil pessoas

↑ Programação foi divulgada (Foto: Assessoria)

Em 2017, a Expo Bacia Leiteira foi na contramão da diminuição do número de exposições de animais e feiras agropecuárias devido recessão econômica no Brasil e retornou ao calendário de exposições de Alagoas em grande estilo, repleta de conteúdo técnico e programação focada na genética de leite. Esse ano, a exposição já está com tudo pronto para receber, na estrutura do Parque Mair Amaral, de 13 a 16 de setembro, mais de 400 animais e um público superior a 30 mil pessoas.

Maior e melhor, a Expo Bacia Leiteira teve suas atividades divulgadas numa cerimônia no Parque Mair Amaral, nessa quarta-feira, 8. Na lista da comissão organizadora, uma programação diversificada para atender a agricultura familiar, médios e grandes produtos dos 28 municípios que compõem a bacia leiteira. Serão realizadas palestras, curso de inseminação artificial, feira da agricultura familiar, exposição e julgamento da raças gir leiteiro e girolando, além de torneios leiteiros em quatro categorias com premiação de R$ 10 mil.

O sucesso do retorno da exposição no ano passado, após pausa de seis anos, segundo o vice-prefeito de Batalha, Hildebrando Balbino, já segue atraindo pecuarista de todo Nordeste. São aguardadas a participação de 400 animais vindos dos municípios alagoanos e estados como Bahia, Sergipe e Pernambuco.

“Essa exposição volta para nossa realidade, com uma viabilidade gigante para a revitalização da bacia leiteira, provando que está viva nossa vocação para a atividade. A pouco mais de um mês para o evento já temos grande procura e confirmações de criadores de vários estados”, contou Hildebrando durante o lançamento.

Além da programação especializada na atividade leiteira, a exposição irá abrir as portas do Parque para entretenimento, visitas aos estandes e programação artística com duas noites de shows, na sexta e sábado da exposição. Respectivamente as atrações são: Arrastão do Pagode, Zé Bahia, Garota Sertaneja, Avine Vinny, Penha Melo, Forrozão das Antigas, Geninho Batalha e Peruano.

Fomento

Bem mais próxima à realidade e propriedades dos produtores, a exposição tem o propósito de estreitar a relação comercial, impulsionar a melhora de produtos através da seleção de animais e o aumento da produção entre produtores de diferentes portes, incluindo agricultores familiares. O superintendente de Desenvolvimento Agrário da Secretaria de Estado da Agricultura, Hibernon Cavalcante, lembra que a bacia leiteira alagoana é a primeira em produtividade do Nordeste e a quarta melhor do país.

“Desde os anos 70, quando foi empregada a primeira central de inseminação nessa região e graças aos esforços para transferência de embriões, conseguimos nos destacar com a produção do gado girolando. Observamos que a região não pode desacelerar, sempre precisa estar estimulada com tecnologias e eventos que provoquem melhorias. Sem dúvida essa exposição retorna com essa missão”, disse Cavalcanti.

Apesar da seca enfrentada no início do segundo semestre , conforme decretado situação de urgência pelo governo do Estado, o novo secretário da Agricultura, Henrique Soares, que os as instituições e os pecuaristas estão com ânimo renovado. “Mesmo com a estiagem, sabemos que o rebanho é totalmente adaptado à região e não deveremos perder produtividade, sem contar que o preço do leite vem se recuperando. Nota-se que houve um novo ânimo e os setor vai agregar experiências”, afirmou Soares, secretário empossado na quarta-feira (8).

Nas pistas de julgamentos das raças gir e girolando a promessa é por disputas acirradas para eleição das melhores novilhas, fêmeas adultas e bezerras, além de melhor criador. A Associação dos Criadores de Alagoas (ACA) junto com o Sindicato dos Produtores de Leite farão o ranking da exposição. “Não é à toa o papel de destaque que essa região exerce perante o país. A expectativa é por um quadro de julgamentos de alto nível devido a genética concentrada no rebanho desses criadores”, ressaltou Domicío Silva,presidente da ACA.

Agricultura familiar

Vitrine exclusiva dos trabalhos da cadeia produtiva do leite, o retorno da Expo Bacia em 2017 trouxe um diferencial quando concedeu destaque aos animais e produtos vindos da agricultura familiar. Para essa edição, os municípios foram convocados a participarem não só com a representação de animais, mas colocando em exposição os produtos dos empreendimento familiares.

A inciativa, segundo o presidente da Cooperativa de Produção Leiteira (CPLA), trará melhorias produtivas aos pequenos produtores. “Oportunidade para compartilhar conhecimento e mensurar os avanços também na agricultura. Temos 39 mil pequenos produtores empregados nessa atividade. Não poderíamos deixar de mostrar para sociedade o quanto vale a pena trabalhar no campo, a exposição resgata isso, o nosso trabalho como referencia genético, necessidade de mais assistência e investimentos”, analisou Aldemar Monteiro. A CPLA participará do evento com cerca de 200 produtores.

A Expo Bacia Leiteira conta com a promoção da prefeitura de Batalha, Federação da Agricultura e Pecuária de Alagoas (Faeal) e Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), além do apoio da Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA).

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH