Cooperativas

12 de julho de 2018 15:40

TJ de Alagoas já encaminhou mais de 17 toneladas de lixo para reciclagem

Coleta seletiva funciona na Corte desde 2016; projeto será levado para o Fórum da Capital, Corregedoria, Esmal e Fórum de Arapiraca

↑ Servidores do TJ/AL colaboram com a coleta seletiva, trazendo materiais recicláveis de casa (Foto: Caio Loureiro / Dicom do Tribunal de Justiça de Alagoas)

O Tribunal de Justiça de Alagoas encaminhou, nos primeiros seis meses do ano, 5,8 toneladas de material reciclável para a Cooperativa de Recicladores de Lixo Urbano de Maceió (Cooplum), que funciona no bairro Jacarecica. Desde que o projeto de coleta seletiva foi implementado na Corte, em junho de 2016, foram encaminhadas mais de 17 toneladas de papel, papelão, embalagens Tetra Pak, vidro, alumínio, entre outros materiais.

“Esse é um resultado positivo, mas que ainda pode melhorar. É importante que os servidores continuem colaborando e adotem a coleta seletiva como uma rotina”, afirmou Alexandre Caiado, que coordena as ações do Núcleo Socioambiental do TJAL. Os que mais colaboram com a iniciativa são premiados pela Presidência do TJAL, como ocorreu na última segunda-feira (9).

Ainda segundo Alexandre Caiado, a coleta seletiva será levada para o Fórum da Capital, a Corregedoria-Geral da Justiça, a Escola Superior da Magistratura (Esmal) e o Fórum de Arapiraca. A previsão é que o serviço esteja funcionando no mês de outubro.

“Já foram adquiridos os contêineres para essas unidades, que também receberão balanças para pesagem. Profissionais da limpeza também passarão por capacitação”, explicou.

Fonte: Dicom do Tribunal de Justiça de Alagoas / Texto: Diego Silveira

Comentários

MAIS NO TH