Cooperativas

11 de julho de 2017 10:05

Editores ressaltam desafio de publicar jornal impresso

Surgimento de novas tecnologias, principalmente no meio digital, aumentam dificuldades

Diante do surgimento de novas tecnologias, principalmente da mídia digital, o jornalismo impresso cada vez mais vem se modificando para não ficar atrás e perder a exclusividade na informação.

Manter um jornal impresso diário não é nada fácil diante desse desenvolvimento e rapidez com que as informações chegam. Isso sem falar da concorrência que ficou ainda maior. Por isso, os jornalistas e editores do impresso têm vários desafios a enfrentar para não perder seu leitor e conseguir levar a informação até o seu público com um formato diferente da web.

DESAFIO

Os jornalistas que atuam no impresso sabem que a era digital ocupa um importante papel na maneira de se produzir informação quase que de imediato quando os fatos acontecem.

 Para os editores do Tribuna Independente, quem faz jornalismo diário e, principalmente impresso, sabe que esses desafios são muitos. E nessa edição de 10 anos de aniversário do segundo maior jornal do Estado,  a equipe que produz e edita as matérias destaca alguns desses desafios enfrentados diariamente. A editora do caderno de Cidades, Valdirene Leão, explica que todo dia é um desafio, pois quem trabalha no impresso deve fugir de matérias factuais para levar uma informação mais apurada ao leitor. “Temos que ter ideias todos os dias. Buscar assuntos que possam ser de interesse do público e não repetir o que já foi noticiado nos sites e na televisão. Aqui é ainda mais complicado, porque como somos uma cooperativa e não temos a figura do pauteiro e/ou produtor, os próprios editores têm o desafio de pautar o repórter”, explica Valdirene.

“Informação minuciosa é o diferencial”, diz jornalista

Para o editor de Política, Nigel Santana, o desafio é cíclico. “É a concorrência dos portais de notícias, rádios e TVs que nos mostra caminhos para levar ao leitor um fato completamente diferente e com maior conteúdo nas páginas do jornal no dia seguinte. É fundamental que o jornalista de impresso tenha essa visão de que não dá para publicar diariamente a mesma notícia repercutida nos veículos. Ao longo desses dez anos, a Tribuna  vem atuando para levar uma informação com outro prisma ao nosso leitor. Política é algo muito cíclico. Os temas variam a todo o momento. No entanto, em Alagoas, costuma-se fazer coberturas diárias sobre os fatos com o Legislativo e Executivo como pano de fundo para produção diária de materiais jornalísticos”, diz  Santana.

Já para o editor do Caderno das Últimas Notícias e Brasil, Gerônimo Vicente,   para o impresso sobreviver deve recorrer à informação mais minuciosa, com explicação didática do ponto de vista histórico, geográfico, político, social e econômico do fato. “Recursos de infográficos, mapas, dados sobre IDH auxiliam na contextualização da notícia, embora os sites tenham se antecipado  à condição com a instrução do jornalismo imersivo quando o leitor participa de uma cena de vídeo, dados e mais recentemente o Fact-checking, que mostra se a informação é verdadeira  ou falsa”, ressalta.

 

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH