Cooperativas

24 de maio de 2017 12:03

Produtores de cooperativa conhecem produção de mandioquinha-salsa

Ações iniciaram com a venda direta, ou por meio de licenciados, de mudas limpas de doenças, entre os anos de 2014 e 2016

Técnicos e pesquisadores da Embrapa ministraram treinamento, sobre produção e qualidade de mudas, para multiplicadores e produtores da Cooperativa de Trabalho e Extensão Rural Terra Viva (Cooptrasc) durante o 2º Seminário Temático de Mandioquinha-Salsa no dia 05 de maio último em Três Barras, SC.

O evento contou com a presença de grande público da região do planalto norte catarinense. Além dos produtores atendidos pela cooperativa, também participaram produtores parceiros da Embrapa no desenvolvimento da cultura de mandioquinha-salsa na região, que já foi afetada por problemas de origem fitossanitária, falta de conhecimento técnico e também pela ausência de mudas de qualidade para o plantio e estabelecimento da cultura no mercado, o que reduziu drasticamente sua área plantada. Contudo, nos últimos anos, com o aumento do interesse de produtores pela cultura, houve uma retomada da produção na região.

O engenheiro agrônomo Antônio César Bortoletto, do Escritório de Canoinhas da Embrapa Produtos e Mercado, apresentou a palestra “Oportunidades de negócios com mandioquinha-salsa”, com o objetivo de demonstrar aos produtores os processos para o licenciamento de cultivares Embrapa e as oportunidades de negócios existentes, além de esclarecer outros pontos importantes relacionados à inscrição no Renasem, condição obrigatória para a implantação de viveiros de mudas. O pesquisador da Embrapa Hortaliças, Giovani Olegário da Silva, conduziu a oficina de preparo e tratamento de mudas, com foco na tecnologia da produção de mudas de elevada qualidade.

Qualidade e fortalecimento

Algumas ações da Embrapa na região, aliadas à transferência de conhecimento técnico, realizadas em conjunto com parceiros, proporcionaram aos produtores a possibilidade de adquirir mudas de qualidade e fortalecer a cultura no planalto norte catarinense. Estas ações iniciaram-se com a venda direta, ou por meio de licenciados, de mudas limpas de doenças, entre os anos de 2014 e 2016. O Escritório da Embrapa Produtos e Mercado mantém, em Canoinhas, SC, os propágulos básicos das cultivares de mandioquinha-salsa comercializados atualmente pela Embrapa (BRS Rubia, BRS Catarina e Amarela de Senador Amaral).

Atualmente, a Embrapa possui uma rede de licenciados para a produção de mudas e a comercialização no mercado de mandioquinha-salsa. A cultivar da Embrapa 'Amarela de Senador Amaral' é responsável por mais de 90% da área cultivada de mandioquinha-salsa no Brasil. Com o aumento da demanda pelos produtores, a Embrapa Produtos e Mercado planeja ampliar sua rede de licenciados com a formalização de novos contratos.

Colaboração: Anna Thais Gomes

Fonte: Grupo Cultivar

Comentários

MAIS NO TH