Cooperativas

21 de março de 2017 11:25

Cartões de instituições financeiras cooperativas têm menores taxas do mercado

Juros cobrados pelo Sicredi no rotativo são até 50% mais baratos que os praticados pelos bancos tradicionais

 

Além de todas as vantagens que as cooperativas de crédito e investimento já oferecem em termos de juros mais baixos no cheque especial, menores taxas de operações financeiras, empréstimos, tarifas mais acessíveis de pacotes de serviços e participação nos resultados, outro grande diferencial dessas instituições é o juro cobrado no rotativo do cartão de crédito. Enquanto os bancos tradicionais operam com uma média de 17% ao mês, cooperativas como o Sicredi cobram cerca de 8% ao mês, em média.

Até as “badaladas” fintechs utilizam uma taxa máxima de juros na casa dos 14% – bem acima das praticadas pelas cooperativas. “Como nós não visamos lucro e temos como missão oferecer as melhores soluções para nossos associados, a preços justos, conseguimos atuar com taxas bem menores”, destaca o gerente de desenvolvimento de negócios da Central Sicredi PR/SP/RJ, Jairson Belisario.

Outra vantagem das instituições financeiras cooperativas é a anuidade, em média, 30% mais barata que a dos bancos tradicionais. “E isso sem nenhum tipo de desvantagem, pois oferecemos os mesmos benefícios das bandeiras e programas de recompensa, como Multiplus, Smiles e Tudo Azul”, reforça.

Outro diferencial é o cartão Sicredi MasterCard Black, dirigido a associados que valorizam experiências exclusivas e percebem valor em benefícios direcionados a viagens, gastronomia, lazer e entretenimento. Além desse, a instituição financeira cooperativa oferece os cartões Touch (destinado ao público jovem), Gold e Platinum, das bandeiras MasterCard e Visa.

 

Comentários

MAIS NO TH