Cooperativas

7 de dezembro de 2016 13:15

MPT e cooperativas comemoram avanço em negociações para lançamento de edital

Edital de chamamento público deve ser lançado em 2017, mas cooperados já recebem apoio do município de Maceió

O Ministério Público do Trabalho em Alagoas e as cooperativas de coleta seletiva de Maceió comemoram o andamento das negociações feitas com o município para o aguardado lançamento do edital de chamada pública para a contratação de cooperativas. Desde 2015, o MPT busca uma solução para que associações voltadas para a coleta de resíduos sólidos – entre elas a Coopvila, Coprel e Cooplum – recebam o devido suporte financeiro para desenvolver suas atividades, essenciais à geração de emprego, renda e preservação ambiental na cidade.

Durante audiência realizada na manhã desta terça-feira, 6, a procuradora do Trabalho Adir de Abreu ressaltou a importância da dimensão que o Ministério Público do Trabalho vem dando à causa, ao destacar, junto à sociedade, a importância social do processo que envolve a coleta de materiais recicláveis e a dignidade de trabalhadores tão importantes, mas que não têm sua atividade reconhecida pela sociedade.

Para a presidente da Cooperativa dos Catadores da Vila Emater (Coopvila), Ivanilda Gomes, as cooperadas vivem, hoje, um sonho quase realizado. Segundo ela, mesmo sem o lançamento do edital, o município já está dando apoio à cooperativa com motoristas e combustível. “Estamos vivendo uma realidade diferente, pois lutamos há cinco anos e nunca tivemos um resultado positivo. Agora, vivemos um sonho quase realizado. O edital ainda não é o ideal, tem muita coisa para aprimorarmos, mas já é uma grade conquista nossa e de toda a cidade”, disse Ivanilda.

A presidente da Cooprel, Maria José Lins, também comemorou a evolução do trabalho das cooperativas, mas informou que a associação ainda sofre porque o valor do aluguel pago encarece as despesas dos cooperados. Ela pede o apoio da prefeitura para utilizar um terreno do município próximo ao atual galpão alugado.

O assessor jurídico da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum), José Marques de Vasconcelos, participou da reunião e informou que o edital de chamada pública está pronto – a Slum aguarda apenas a liberação da Procuradoria Geral do Município. Marques informou que levará todas as reivindicações das cooperativas para apresentar ao superintendente da SLUM e procurar a melhor solução para todos.

Audiência Pública

O Ministério Público do Trabalho deve realizar, no primeiro semestre de 2017, uma audiência pública para incentivar as empresas e a população a realizarem a entrega de materiais recicláveis e conscientizá-los de que o simples gesto de separar os resíduos com destinação em locais corretos para reaproveitamento faz grande diferença na vida de milhares de pessoas e no meio ambiente.

Fonte: Ascom / MPT-AL

Comentários

MAIS NO TH