Cidades

8 de dezembro de 2021 09:14

Infrações de trânsito sobem mais de 46% este ano em Alagoas

Dados da Lei Seca apontam que CNH vencida e o não uso do cinto de segurança estão entre as violações mais comuns

↑ No último sábado, Operação Lei Seca fiscalizou condutores em Palmeira dos Índios e efetuou cinco prisões por flagrante de embriaguez ao volante (Foto: Ascom Detran/AL)

As infrações de trânsito cresceram mais de 46% este ano em Alagoas se comparadas com todo o ano passado, entre as violações mais comuns estão dirigir com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida e o não uso do cinto de segurança. Os dados são da Operação Lei Seca no estado de Alagoas.

De janeiro deste ano até o momento, 2.093 condutores foram autuados por infrações de trânsito no estado, contra 1.430 durante todo o ano passado. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito em Alagoas (Detran/AL), o quantitativo mais alto se deve ao avanço da vacinação, flexibilização e, também, às operações que se tornaram mais recorrentes, sempre seguindo todos os protocolos, como o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento.

Na madrugada do último sábado (4), os agentes da Operação Lei Seca, com o apoio do 10° BPM, estiveram no Agreste alagoano, no município de Palmeiras dos Índios, realizando atividades de fiscalização de condutores. Cinco deles foram presos em flagrante por resultado acima do permitido no bafômetro (acima de 0,34 mg/L), além de claros sinais de embriaguez. Os motoristas presos foram conduzidos até a delegacia da cidade para as medidas cabíveis.

Além das prisões, ao todo foram contabilizados 38 autos de infração, lavrados por diversas irregularidades de trânsito. Também foram registrados 11 recusas ao teste de alcoolemia.

Ao todo, foram realizadas 78 abordagens e 99 testes de alcoolemia, além de 13 CNHs terem sido recolhidas pelos agentes. “Todas as medidas sanitárias cabíveis e recomendadas por órgãos de saúde pública contra a disseminação da Covid-19 foram tomadas durante as atividades, a fim de garantir as medidas de prevenção e resguardar a saúde e integridade física dos servidores e da população”, destaca o Detran.

FISCALIZAÇÃO

Para aprimorar a fiscalização de trânsito nesse período, o Detran/AL reforçou o patrulhamento da Lei Seca em toda a capital. A operação vem atuando de forma volante, com vigilância próxima a bares, restaurantes e postos de combustíveis, locais onde há maior probabilidade dos condutores estarem sob efeito de álcool.

FLAGRANTE

De acordo com o CTB, o condutor de veículo automotor que for flagrado com qualquer concentração de álcool no sangue, apresentar medição igual ou superior a 0,05 mg/L de ar expirado no bafômetro ou sinais visíveis de alteração psicomotora será punido com multa de R$ 2.934,70, suspensão do direito de dirigir, apreensão da Carteira Nacional de Habilitação e retenção do veículo. Se o resultado do teste ultrapassar o valor de 0,33 mg/L, já será considerado crime de trânsito e o infrator deverá ser preso em flagrante. A recusa ao teste do etilômetro também constitui infração conforme o Artigo 165-A do Código.

Fonte: Tribuna Independente / Ana Paula Omena

Comentários

MAIS NO TH