Cidades

30 de novembro de 2021 08:48

Crianças escrevem cartas para Papai Noel e aguardam ser atendidas

Ao TH Entrevista, coordenador da campanha diz que cartinhas podem ser adotadas no escritório dos Correios do Maceió Shopping

↑ Rostan Lima: “vamos juntos tirar do papel os sonhos de crianças” (Foto: Edilson Omena)

A nova edição do Papai Noel dos Correios de Alagoas já foi lançada. O coordenador da campanha, Rostan Lima, conversou com a jornalista Thayanne Magalhães no TH Entrevista e contou que as crianças aguardam ansiosas que seus sonhos sejam realizados.

O escritório do Bom Velhinho está montado na praça central do Maceió Shopping e as pessoas interessadas em adotar uma cartinha podem ir até o local e realizar o sonho de uma das crianças em vulnerabilidade que participam da campanha.

“Iniciamos oficialmente o Papai Noel dos Correios hoje [dia 16 de novembro] e pedimos o apoio da população alagoana para que possamos, juntos, tirar do papel os sonhos de crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Infelizmente muitas pedem cestas básicas, mas os Correios não fazem entregas de alimentos”, explica Rostan Lima.

Neste ano, o Papai Noel dos Correios acontece em formato híbrido, com cartinhas disponíveis para adoção em meio físico – no estande da campanha, e virtual, através do endereço: blognoel.correios.com.br .

As cartas direcionadas ao Papai Noel podem ser entregues até o dia 14 de dezembro no blog, nas agências da estatal e no escritório do Bom Velhinho, localizado no Maceió Shopping. Podem participar da ação, estudantes de escolas da rede pública até o 5º ano do ensino fundamental e crianças da sociedade com até 10 anos. Não há limite de idade para pessoas com deficiência.

O coordenador conta que, além de realizar vários sonhos, a iniciativa dos Correios visa incentivar a escrita por meio das cartinhas – propagando valores fundamentais para a convivência entre as pessoas.

A entrega de presentes deverá ser feita presencialmente, nos pontos de entrega citados, adotando-se os protocolos de segurança atuais – uso de máscaras e distanciamento – para evitar aglomerações.

 

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH