Cidades

29 de novembro de 2021 18:30

Ao alcançar 100 mil famílias, Cartão CRIA aumenta benefício e fortalece primeira infância

Ampliação de R$ 100 para R$ 150 foi anunciada pelo governador Renan Filho nesta segunda-feira (29) durante evento no Centro Cultural e de Exposições de Maceió e já deve ser aplicado a partir do mês de dezembro

↑ (Foto: Dárcio Monteiro / Secom Alagoas)

O maior programa estadual de transferência de renda do Brasil vai ampliar o repasse a gestantes e crianças alagoanas que vivem em situação de vulnerabilidade social. Agora, ao invés de R$ 100, elas receberão R$150 mensais do Governo de Alagoas por meio do Cartão CRIA. O anúncio do aumento foi feito pelo governador Renan Filho durante evento realizado nesta segunda-feira (29), no Centro Cultural e de Exposições de Maceió, em comemoração à marca de 100 mil famílias beneficiadas com o cartão.

De acordo com o governador, uma proposta em caráter de urgência será enviada para o conselho do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) para que o novo valor seja aprovado e liberado para as famílias cadastradas já no mês de dezembro.

“Vou reunir o conselho do Fecoep para apresentar a proposta de ampliação para ajudar ainda mais o povo alagoano nesse momento de tanta dificuldade que vive o Brasil. Peço o apoio dos prefeitos e dos deputados para que façamos rapidamente essa mudança para já pagar em dezembro os R$ 150 e garantir um natal mais digno para as famílias alagoanas”, disse Renan Filho.

O Cartão CRIA é uma política pública permanente e foi lançado em fevereiro de 2021 como uma das ações do Programa CRIA – Criança Alagoana. Ele está presente nos 102 municípios do estado e tem como meta beneficiar 180 mil famílias. Neste mês de novembro, alcançou a marca de 100 mil cadastros, garantindo assim mais cuidados com o desenvolvimento durante a primeira infância.

Podem receber o benefício as gestantes e mães de crianças com até 6 anos de idade, além de crianças portadoras da síndrome do Zika vírus. O recurso vem sendo utilizado pelas mães para compra de alimentos, proporcionando uma melhor nutrição na fase mais importante do desenvolvimento infantil. Com o repasse direto do valor de R$ 100 reais por família, o Cartão CRIA também faz uma injeção de recursos na economia dos municípios, especialmente dos pequenos negócios.

Para a coordenadora do CRIA, a primeira-dama Renata Calheiros, a garantia do recurso fixo pago diretamente às mães, proporciona autonomia para gastar com o que for mais necessário para os cuidados na gestação e com os bebês. Mas ela lembrou que o programa vai muito além.

“É um programa integrado, que traz as políticas públicas nas áreas de saúde, educação e assistência social. Na saúde nós temos a construção do Hospital da Criança, as 25 maternidades humanizadas do CRIA, todas seguindo o mesmo conceito do Hospital da Mulher, o Hospital do Coraçãozinho, a parceria com os municípios que tem permitido as visitas domiciliares em parceria com o Programa Criança Feliz, e isso tem contribuído para resultados importantes como a maior redução de mortalidade materna do país. Na educação, temos a construção das 200 creches do CRIA e na assistência, o cartão. Então, são muitas ações integradas que impactam positivamente no desenvolvimento das crianças de Alagoas”, afirmou a primeira-dama.

Mutirões de cadastramento

No Centro de Convenções, duas mil mulheres de Maceió receberam seus cartões e também uma cesta básica. Só na capital, cerca de 26 mil famílias devem ser beneficiadas com o Cartão CRIA e, para chegar a todas elas, os cadastros continuam sendo realizados.

Para dar celeridade a esse processo, a Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento (SEADES) está realizando mutirões em diversos bairros, facilitando o acesso de quem ainda não se cadastrou e também realizando a busca ativa por beneficiárias. O cadastro no cartão nas cidades do interior pode ser feito nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS).

“O CRIA é um projeto que tem conquistado a todos porque é através dele que temos essa integração das secretarias que tem permitido melhorar a vida das pessoas. Estamos avançando e sendo referência para o Brasil. Portanto, é uma satisfação fazer parte desse momento”, disse a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Fabiana Pessoa.

O governador reafirmou o compromisso do Governo do Estado com políticas que beneficiem as famílias mais carentes e comemorou o avanço obtido a partir do apoio das prefeituras e suas equipes técnicas para o avanço das ações do programa.

“Já são nove meses pagando o benefício do cartão. Levamos exatamente o tempo de uma gestação para sair do zero até 100 mil beneficiárias e eu queria pedir a todos os gestores e a todas as mulheres de Alagoas para que não deixemos ninguém fora do cartão CRIA porque eu sei o que ele significa na vida das pessoas”, destacou Renan Filho. “São R$10 milhões pagos todos os meses pelo estado para este fim, é um valor que sai diretamente do caixa do Fecoep para quem mais precisa e isso se transforma em mais consumo na padaria, na farmácia, no fortalecimento da agricultura familiar e na geração de empregos diretos. Por isso vamos continuar avançando para não deixar nenhuma mulher para trás sem o cartão CRIA”, finalizou.

Fonte: Secom Alagoas / Texto: Kelly Cordeiro

Comentários

MAIS NO TH