Cidades

23 de outubro de 2021 13:20

Prefeitura de Maceió se prepara para Réveillon

Festa da virada do ano na capital, no entanto, ainda depende de situação sanitária

↑ Prefeitura prepara editais de chamamento dos artistas que deverão se apresentar no Réveillon 2022 na orla marítima da capital alagoana (Foto: Edilson Omena)

A Prefeitura planeja realizar o Réveillon de 2022 na orla marítima de Maceió, incluindo palcos para apresentações artísticas, na Jatiúca, Ponta Verde e Pajuçara, além dos bairros do Jacintinho, Vergel, Ipioca e Benedito Bentes. No entanto, a assessoria da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), ressalta que apesar de já está preparando os editais de chamamento dos artistas que deverão se apresentar no réveillon, a festa só será realizada se as condições sanitárias forem favoráveis e que todos os protocolos e decretos para combate à Covid 19 serão respeitados.

Carlos Eduardo, dono de uma barraca na Praia de Ponta Verde, disse que “estamos saindo de uma pandemia, e não podemos retroceder, por isso estamos nos planejando com muita cautela”.

Ele afirmou que fará a festa de final de ano diferente das realizadas anteriormente. “Vamos trabalhar com o sistema de reservas de mesa e uma ocupação de 50% apenas. Teremos música ao vivo e o cardápio será o normalmente oferecido. O nosso público deve ser o de famílias”, afirmou.

Aline Medeiros, também responsável por uma barraca na orla marítima, disse que está bem esperançosa que a economia volte à normalidade. Ela afirmou que o estabelecimento irá trabalhar com a venda de mesas, mas que todos os protocolos sanitários serão respeitados, inclusive o distanciamento social.

Luciene Amália é alagoana e mora atualmente em São Paulo. Passando dias em Maceió, ela disse que “iria adorar voltar para o réveillon, mas temos que ter cautela. Estou na torcida para que essa pandemia realmente passe, por isso, temos que comemorar com segurança, com respeito ao outro”.

O infectologista Fernando Maia afirma que “considera ainda muito cedo para saber como estaremos no período do réveillon”. “Apesar do número de mortes ter caído e a vacinação avançado, temos que ter muita cautela”, disse.

Eventos ficaram suspensos por 18 meses

Os eventos de entretenimento ficaram suspensos por 18 meses e conforme Decreto Estadual estão liberados desde o dia primeiro deste mês, com 50% da capacidade de público. Em novembro, ainda conforme o Decreto, serão liberados em 80% e em dezembro em 100%, no entanto, respeitando os protocolos sanitários.

Uso de máscaras, apresentação de carteira de vacinação com registro das duas doses ou da dose única do imunizante contra Covid 19, aferição de temperatura e instalação de pontos de higienização com álcool 70% fazem parte dos protocolos sanitários para a realização de eventos.

Imunização

Com 1 milhão 580 mil e 244 doses de imunizantes aplicadas, Alagoas é o terceiro colocado no ranking na relação entre imunizantes distribuídos e aplicados. Apenas os Estados de São Paulo e Rio Grande do Norte estão à frente de Alagoas nesse quesito.

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, “Alagoas tem se destacado no enfrentamento à pandemia, seja na ampliação de leitos exclusivos para o tratamento da doença, quanto na aceleração da vacinação. Essa terceira posição mostra que o Estado tem avançado na imunização da população e não temos medido esforços para garantir que cada alagoano seja vacinado com as duas doses. A vacina é a única solução e o único tratamento com a eficácia comprovada, contra a Covid-19”, enfatizou Alexandre Ayres.

Fonte: Tribuna Independente / Sirley Veloso – Colaboradora

Comentários

MAIS NO TH