Cidades

25 de julho de 2021 15:44

Campanha Pelo Direito de Viver Livre da Fome e da Violência inicia segunda etapa

↑ Imagem: Divulgação

LIVRES DA VIOLÊNCIA POLICIAL| Entre janeiro de 2012 e outubro de 2020, 14% das mortes após intervenção policial foram de adolescentes entre 14 e 17 anos de idade. São possibilidades perdidas, famílias desfeitas. Menores de idade que morreram em ações de profissionais treinados para proteger e, teoricamente, capacitados para situações de risco.

Em Maceió, onde ocorreu a maioria absoluta dos casos, eles se concentram em bairros periféricos; sendo oito em cada 10 mortos, negros. Esse é o perfil do adolescente que é vítima de violência policial em Alagoas. Esse é o racismo estrutural que constrói o padrão e encontra o alvo.

É urgente o exercício de entender a razão desse padrão, por que jovens morrem em ação policial, e como o Estado deve ser responsabilizado. É urgente que nossos adolescentes não se tornem uma estatística, afinal mão se pode tratar como tragédia o que é comprovadamente uma política de morte.

A segunda etapa da campanha Pelo Direito de Viver Livre da Fome e da Violência é voltada para a proteção à vida. Em meio a tantos perigos, choca quando a vida é retirada por instituições que deveriam preservá-la.

#LivresdaViolência #LetalidadePolicial #ViolênciaPolicial #Juventude #Campanha #ECA31anos #CedecaZumbidosPalmares #Misereor

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH