Cidades

7 de maio de 2021 09:37

Grupo protesta em frente a hospital veterinário e denuncia mortes de animais

Manifestantes acusam hospital de maus-tratos e negligência. HVT informa que está à disposição dos tutores para esclarecimentos. Polícia abriu investigação.

↑ O jornalista Paulo Memória participou do protesto (Foto: Reprodução)

Um grupo de tutores de animais realizou um protesto nesta quinta-feira (6), em frente ao Hospital Veterinário do Trabalhador (HVT), no Barro Duro, em Maceió, para denunciar maus-tratos, negligência e mortes dos seus animais.

Conforme a denúncia deles, os pets eram deixados na clínica para procedimentos simples e acabaram falecendo.

A manifestação aconteceu após a morte do cachorro Lock, um Husky Siberiano, de 7 meses, que estava internado no HVT, desde o dia 17 de abril. O dono do cão disse que o animal estava na clínica por conta de uma pata quebrada e morreu dentro do hospital na última terça-feira (4).

https://www.instagram.com/p/COkikPMgW3F/

O caso ganhou repercussão nas redes sociais e outros tutores de animais denunciaram ter passado por situações semelhantes. Desta maneira resolveram se mobilizar e realizar a manifestação na porta da unidade pelo fechamento do hospital.

INDICIAMENTO E INTERDIÇÃO

De acordo com informações do delegado Leonam Pinheiro, da Delegacia de Roubos e Crimes Ambientais, da Polícia Civil, o proprietário do Hospital Veterinário do Trabalhador (HVT), Jairo Miranda, foi indiciado ontem mesmo depois das denúncias.

O Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA) também entrou no caso e acabou por interditar o hospital, já que, o mesmo, segundo o órgão estava sem licença ambiental para funcionar e armazenamento irregular de resíduos.

O dono do estabelecimento, por sua vez, negou que o HVT tenha culpa nas mortes dos animais em entrevista a um canal de TV do estado.

Fonte: Tribuna Hoje, com agências

Comentários

MAIS NO TH