Cidades

28 de abril de 2021 16:23

Morre o empresário Tanagi Andrade, do bar A Casa da Sogra

Ele foi internado no último domingo (25), por diversas complicações de saúde e veio a falecer no início da tarde desta quarta

↑ Tanagi Andrade (Foto: Cortesia)

Faleceu, na tarde desta quarta (28), o empresário Tanagi Assunção Andrade, mais conhecido por ter sido proprietário do bar A Casa da Sogra, em Jaraguá, fechado em 2006. Ele foi internado no último domingo (25), por diversas complicações de saúde e veio a falecer no início da tarde desta quarta-feira (28), aos 78 anos. Tanagi também foi o primeiro diretor da Escola de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Alagoas.

O sepultamento ocorre na quinta-feira às 10 horas no Campo Santo Parque das Flores, parte alta de Maceió. O velório começa nesta quarta no período da noite, porém com restrições da pandemia por conta da fase vermelha do decreto do governo estadual.

“Tanagi, além de um grande camarada, era um segundo pai pra mim. O conheci quando atuava no Detran, em meados 1995 e o considerava um excelente pessoa e profissional exemplar. Além de empresário que apostou em Jaraguá inaugurando o Bar Casa da Sogra, era apaixonado pelo Fluminense (ninguém é perfeito)…”, escreveu seu amigo Maxwell Santos, coronel da reserva da Polícia Militar de Alagoas.

Maxwell Santos e Tanagi (Foto: Cortesia)

“Ele possuía um senso de humor fenomenal e sempre com suas piadas melhorava o astral das pessoas. Era frequentador assíduo aos domingos, do Programa Vem Ver a Banda Tocar da PMAL”, concluiu.

O coronel da Reserva Jorge Coutinho também elogiou o amigo. “Tanagi Assunção Andrade era oficial da Força Aérea Brasileira, nascido na cidade do Rio de Janeiro, se tornou alagoano de coração ao ser transferido para servir no Estado de Alagoas. Posteriormente, nos idos de 1995, prestando excelente serviço ao DETRAN/AL, foi pioneiro e, tornou-se referência no Brasil ao implantar em Alagoas a Primeira Escola de Educação de Trânsito – EPTRAN/AL do Norte e Nordeste. Inteligente e perspicaz, Tanagi, tinha todos os atributos de um líder. Nas palestras da EPTRAN/AL conseguia motivar e relaxar as tensões dos candidatos antes dos exames”, disse.

“Diria que seria imprescindível em qualquer STAFF que precisasse inovar, criar e encantar”, concluiu Coutinho.

Tanagi era sub oficial reformado da Força Aérea Brasileira, foi assessor de Planejamento e Diretor da Escola Pública de Trânsito, do Detran/AL e diretor administrativo da Secretaria de Estado da Defesa Social/AL

Ainda na vertente Carnavalesca criou o Bloco Rola Cansada, na Barra Nova, Litoral Sul de Alagoas.

“Conheci o Tanagi por amigos em comuns, os coronéis Coutinho e Maxwel, ainda no tempo da Escola de Trânsito. Inteligente e sempre com uma piada para contar, logo conquistava a amizade e o respeito de quem dele se aproximasse. Certo dia, no final de dezembro de 2000, me ligou convidando para uma conversa no seu bar, o Casa da Sogra, em Jaraguá. A atividade noturna estava em descenso e isso o preocupava muito, por ter sido o único dos proprietários a adquirir imóvel onde se instalou. Era diretor da Associação de Bares e Restaurantes de Jaraguá e solicitava ajuda para encontrar uma forma de manter viva a atividade boêmia em nossa região portuária. Fiz ver que essa era uma tarefa que somente poderia ser efetivada pela Prefeitura, mas me comprometi a, pelo menos, criar um evento que chamasse a atenção para Jaraguá. Foi assim que surgiu o Jaraguá Folia”, disse Edberto Ticianeli, jornalista e diretor da Liga Carnavalesca de Maceió.

Fonte: Redação

Comentários

MAIS NO TH