Cidades

15 de abril de 2021 13:56

Inscrições para a Olimpíada Brasileira de Matemática serão reabertas a partir do dia 19

Procedimento pode ser feito até 30 de abril pelo site www.obmep.org.br; escolas já inscritas podem atualizar dados do seu cadastro

↑ Foto: Valdir Rocha

O Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) anunciou nesta quarta-feira (14) a reabertura das inscrições da 16ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), a qual foi adiada em função da pandemia do Covid-19. As novas inscrições começam na próxima segunda-feira (19) pelo site www.obmep.org.br, estendendo-se até o dia 30.

Segundo a organização da olimpíada, o regulamento da competição foi submetido a mudanças e adequações que serão válidas exclusivamente para esta edição. O novo edital será publicado no site da OBMEP também no dia 19, junto com a reabertura das inscrições.

Ainda de acordo com o IMPA, neste prazo, as escolas públicas ou privadas que não se inscreveram na OBMEP poderão fazê-lo, enquanto as unidades já inscritas poderão realizar mudanças nos dados de inscrição na página restrita da escola.

Última edição

Em 2019, mais de 18 milhões de estudantes de 99,71% dos municípios brasileiros participaram da competição, que é promovida pelo IMPA com o apoio dos ministérios da Educação, Ciência e Tecnologia e Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). A iniciativa visa estimular o estudo da matemática e identificar talentos da área entre estudantes do 6º ano do ensino fundamental até a 3ª série do ensino médio.

Em Alagoas, a olimpíada é coordenada pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e tem como parceiros a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), secretarias municipais de Educação, Instituto Federal de Alagoas (Ifal) e escolas particulares. Trezentos e cinquenta mil estudantes de 850 escolas públicas e particulares participaram da primeira fase em 2019, que teve adesão de 100% de adesão das unidades da rede estadual de ensino.

Recordes

Em 2019, a rede estadual de Alagoas teve seu melhor desempenho em toda a história da olimpíada. Pela primeira vez, dois alunos de escolas estaduais conquistaram medalhas de ouro em uma mesma edição – até então, a rede estadual só havia registrado um ouro em 2008 e outro em 2016. A conquista é dos estudantes João Victor Silva dos Santos, pela Escola Estadual Padre Cabral e Jeann da Rocha Silva, pela Escola Estadual Margarez Lacet, ambos de Maceió. Além de João Victor e de Jeann, também obtiveram ouro os estudantes João Rafael Silva de Azeredo, do Colégio Santa Úrsula e Matheus Homrich, do Colégio SEB.

Ao todo, Alagoas teve 698 premiações na OBMEP 2019 – 89 medalhas e 609 Menções Honrosas. Destas 89 medalhas, 81 são da rede pública e 8 da particular – das quais, 78 bronzes, 7 pratas e 4 ouros. A rede estadual alagoana somou 27 medalhas na Olimpíada, sendo dois ouros, uma prata e 24 bronzes.

Nesta mesma edição, o estado também contabilizou o seu maior número de medalhistas do sexo feminino – 26 ao todo, sendo 9 da rede estadual. É o melhor resultado desde 2016.

Fonte: Agência Alagoas

Comentários

MAIS NO TH