Cidades

24 de março de 2021 15:46

Renan Filho não fez publicação sobre proibição de venda de bebidas alcoólicas

Imagem com a informação de suposta medida se trata de montagem; venda de bebidas está liberada por meio de delivery e sistema pegue e leve

↑ (Imagem: Reprodução)

Circula nas redes sociais uma suposta postagem do governador Renan Filho sobre a proibição de venda de bebidas alcoólicas por 15 dias em Alagoas. A publicação não foi feita e, portanto, se trata de uma montagem. Até o dia 1º de abril está em vigor o decreto que determinou o fechamento de bares e restaurantes, mas mantém a comercialização por meio de delivery.

A imagem informa até que haveria o anúncio por meio de uma transmissão ao vivo. “Hoje às 17h estaremos ao vivo pelo Instagram @governodealagoas anunciando novas medidas para inibir a venda de bebidas alcoólicas nos próximos 15 dias em todo o estado de Alagoas, com intuito evitar aglomerações e festas particulares”, afirma o conteúdo falso.

O governador Renan Filho não anunciou novas medidas, nem proibiu a venda de bebidas alcoólicas. Esta já é a segunda notícia falsa sobre o assunto. A primeira usou um link do portal G1.

O que está em vigor e segue até o dia 1º de abril é o Decreto 73.650. Com o documento, Alagoas regrediu para a Fase Vermelha de Distanciamento Social Controlado. Entre as medidas está a proibição de abertura de bares e restaurantes para o atendimento presencial, mas a comercialização por delivery e pelo sistema pegue e leve está liberada. As novas medidas não proíbem a venda de bebidas alcoólicas.

Todas as novidades do Governo de Alagoas são amplamente divulgadas pelos canais oficiais, como o site Agência Alagoas e o Diário Oficial do Estado de Alagoas (DOEAL).

Alagoas Sem Fake

Com foco no combate à desinformação, a editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. Clique aqui para enviar agora.

Fonte: Agência Alagoas

Comentários

MAIS NO TH