Cidades

26 de fevereiro de 2021 19:31

É falso que Hospital Metropolitano de Maceió esteja lotado, como afirma áudio

Hospital tem ocupação total de 66%; mensagem, no entanto, faz alerta importante sobre a crescente de casos e a necessidade do uso de máscara

↑ Divulgação

Circula nos aplicativos de mensagem um áudio que, apesar de conter uma mensagem importante e verdadeira sobre a elevação no número de casos de Covid-19 e a necessidade dos cuidados preventivos, traz uma informação equivocada sobre a ocupação de leitos no Hospital Metropolitano, localizado na parte alta de Maceió.

No áudio, um homem, que não foi identificado, alega que a unidade está lotada. “[…] Inclusive, os hospitais, principalmente o Metropolitano, já está topado”. Na sequência, o conteúdo traz uma mensagem verdadeira e que deve ser seguida por toda a população: “Então, eu acredito que seja melhor ainda se preservar, usar as máscaras, porque essa sensação de que está tudo bem, de que está tudo normal, de que o vírus não está circulando, é fake news”, completa o áudio.

Na verdade, Alagoas vem registrando aumento da ocupação dos leitos de Covid-19, mas a taxa geral é de 55%. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informa que é improcedente a informação que o Hospital Metropolitano de Alagoas encontra-se com sua ocupação de leitos máxima.

De acordo com o último boletim de leitos divulgado nesta sexta-feira (26), o Hospital Metropolitano de Alagoas estava com uma ocupação de 75% nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 57% nos clínicos. A Sesau reitera que o boletim de leitos é divulgado diariamente por meio do site alagoascontraocoronavirus.al.gov.br.

Alagoas Sem Fake

Com foco no combate à desinformação, a editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. Clique aqui  para enviar agora.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH