Cidades

21 de janeiro de 2021 12:30

“Quando assumimos o governo, Alagoas não tinha UPA”, diz Renan Filho

A obra está orçada em R$ 6,2 milhões e também será custeada com recursos do Estado

↑ Governador de Alagoas, Renan Filho, assina ordem de serviço da UPA Jaraguá (Fotos: Edilson Omena)

O governador de Alagoas, Renan Filho, assinou a ordem de serviço, na manhã desta quinta-feira (21), a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro do Jaraguá, em Maceió. O prédio será erguido ao lado da Superintendência da Polícia Federal de Alagoas.

Durante a cerimônia, o governador se disse alegre ao lado do secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, porque quando assumiu o Governo do Estado e na capital alagoana já foram construídas e são mantidas em funcionamento, com recursos exclusivos do Tesouro Estadual, UPAs nos bairros do Tabuleiro do Martins e Jacintinho.

Desde que assumiu o governo do estado, Renan Filho já entregou quatro UPAs, além das duas já citadas, também foram entregues unidades no Trapiche da Barra e Benedito Bentes.

Para o governador a UPA Jaraguá é importante para a região já que vai atender aos bairros do entorno ajudando a desafogar o Hospital Geral do Estado (HGE), que é de alta complexidade e que o cidadão apenas deveria ir para a unidade de saúde em casos gravíssimos.

“Estamos construindo uma rede de proteção com sete Unidades de Pronto Atendimento, teremos unidades para um milhão e setecentos mil habitantes. Hoje é um dia muito feliz porque estamos dando sequencia aos trabalhos à saúde”, ressaltou.

“Além disso, a noite de ontem foi importante quando recebemos 14 manauaras que estavam lá sem condições de receber o tratamento adequado para a Covid-19 e Alagoas os acolheram; eles foram recebidos e já estão hospitalizados no Hospital Metropolitano e da Mulher e esperamos entregá-los coma saúde restabelecida”, explicou o governador.

Terreno onde será construída a UPA Jaraguá (Foto: Edilson Omena)

A obra da UPA do Jaraguá está orçada em R$ 6,2 milhões e também será custeada com recursos próprios do Estado. A previsão de entrega é de até quatro meses.

A unidade do Jaraguá ofertará exame de tomografia computadorizada e atenderá moradores dos bairros da parte baixa como: Poço, Ponta da Terra, Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca, Mangabeiras e o próprio Jaraguá.

A unidade de saúde será referência para moradores do I Distrito de Saúde, formado pelos bairros Poço, Ponta da Terra, Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca e Mangabeiras, além do próprio Jaraguá. A obra, segundo a Assessoria de Engenharia e Arquitetura da Sesau, tem previsão de conclusão para 120 dias após o início dos trabalhos.

Planta – UPA jaraguá

SERVIÇOS OFERTADOS

Além de contar com leitos de observação e de urgência, a UPA Jaraguá será referência nas áreas de clínica geral, pediatria, ortopedia e odontologia. Para isso, a unidade vai contar com um serviço de classificação de risco, sala de nebulização, consultórios, sala de gesso, laboratório, exames de raios-X, eletrocardiograma e um serviço de tomografia computadorizado, que será o seu diferencial.

Especializada em resolver parte das urgências e emergências, como pressão e febres altas, fraturas, cortes, derrame e infarto, a nova unidade de saúde irá funcionar 24 horas por dia, durante os sete dias da semana. Com isso, irá contribuir, assim como as UPAs do Tabuleiro e do Jacintinho, para desafogar o Hospital Geral do Estado (HGE), referência do atendimento de emergência a politraumatizados.

Secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres (Foto: Edilson Omena)

“As duas UPAs construídas e mantidas em Maceió pelo Estado já são exemplos de eficiência, resolutividade e atendimento humanizado, inclusive no enfrentamento da pandemia da Covid-19. Agora, com a UPA de Jaraguá, iremos ampliar um modelo que se consolidou e tornou-se referência em assistência médica de qualidade para a população da capital alagoana”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres.

 

 

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Ana Paula Omena

Comentários

MAIS NO TH