Cidades

21 de janeiro de 2021 14:58

Comissão de Promoção da Igualdade Social registra 13 casos de intolerância em dois anos

Presidente em exercício da OAB-AL, Vagner Paes, salienta a importância da comissão, em várias esferas

↑ Presidente da Comissão, Alberto Jorge (Foto: Ascom OAB-AL)

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB-AL), por meio da Comissão de Promoção da Igualdade Social, registrou 13 denúncias de casos entre 2019 e 2020, em Alagoas. Nesta quinta-feira (21), é comemorado o Dia de Combate à Intolerância Religiosa, que chama atenção para os casos de desrespeito e atitudes criminosas motivadas pela diversidade de religiões.

O presidente da Comissão, Alberto Jorge, explica que forma a Ordem atua em prol dessas situações. ” A Comissão de Promoção da Igualdade Social chega a esses casos através de denúncias ou quando toma conhecimento das situações. Em seguida, a OAB se prontifica em ouvir a vítima, testemunhas e advogados. Realizamos o encaminhamento do que foi apurado e enviamos ao Ministério Público e demais autoridades que estão acompanhando. Também acompanhamos a vítima durante o registro do Boletim de Ocorrência nas delegacias, garantindo que a vítima será ouvida de forma respeitosa e que as autoridades policiais entendam que o caso de intolerância religiosa é um crime, combatendo o racismo institucional que identificamos em tantos casos “, disse.

O presidente em exercício da OAB-AL, Vagner Paes, salienta a importância da comissão, em várias esferas. ” O combate a Intolerância religiosa vem para conscientizar sobre a importância do respeito, tolerância e diálogo entre as mais distintas crenças. A OAB-AL, através da Comissão de Promoção da Igualdade Social, se faz vigilante nessa e outras importantes questões que envolvem a defesa da sociedade”.

Para denunciar este tipo de preconceito à Ordem, Entre em contato diretamente com a Comissão de Promoção da Igualdade Social da OAB-AL através do contato: (82) 98809-8656.

Fonte: Ascom OAB-AL

Comentários

MAIS NO TH